Nova casa, novo design, prêmios e tag

Apresento à vocês, o mais novo Silent Devotion – Vintage Diamonds Version! Demorou, mas finalmente tomei vergonha na cara e criei um subdomínio pro Silent. E de quebra, como não gostei de nenhum theme que olhei, eu decidi me arriscar a criar um meu próprio layout, mais que inspirado no novo video de Kylie Minogue – 2 Hearts. Meio doidinho né? Mas eu queria algo sexy, feminino e divertido ao mesmo tempo. Espero que vocês tenham gostado.

Vamos então ao que interessa!

* Premio “Este blog vale à pena conferir”

seloesteblogvaleapenaconferir.gif Demorei a me decidir, mas finalmente trago pra vocês os meus indicados:

Devaneios da Lee РBlog pessoal da pessoa mais bacana, querida, cuti cuti que eu conhe̤o na rede.

Na Telinha РA Lee do Devaneios traz varias dicas de s̩ries e filmes. Muito bom!

2 digitos – Onde minha querida amiga Lee conta como viver bem e melhor 😉

* Tag da Batuta musical – Essa foi a Lee quem me passou a bola

Volume total de músicas no meu computador:
Perdi as contas 😛

Último cd que comprei:
Ih… foi quando eu ainda morava no Brasil… Não lembro se foi da Dido, ou algum metal tipo Nightwish….

Música que está tocando no momento:
Kylie Minogue – 2 hearts

Cinco músicas que você mais ouve ou que significam muito para você:

1- The Show must go on (Queen) Рlinda musica do Queen, lembra minha inf̢ncia.

2- Aqualung (Jethro Tull) – me lembra meu pai, grande fã de rock progressivo e que me fez crescer ouvindo coisas super interessantes mesmo que indiretamente. Quantas vezes não o vi relaxar depois do trabalho ouvindo Jethro Tull e tantos outros? Quantas lojas de cds escondidas nos cafundós do Rio de Janeiro não visitei com ele?

3 РThe Rime of the Ancient Mariner (Iron Maiden) РE voc̻ achou mesmo que ia faltar Maiden aqui? Aprendi a gostar com meu mano velho.

4- Índios (Legião Urbana) – Legião urbana foi e sempre sera a melhor de todas bandas nacionais. Não tem musica como Índios.

5- Like it or not (Madonna) – This is Who I am, you can like it or not, you can love me our leave me, ‘cause I’m never gonna stop no no – Mensagem de auto estima, meu lema!

Ué, cabou?? Eu preciso de uma lista maior!! Viu como sou eclética? 😉

5 pessoas pra quem eu passo a batuta:

Pedro Cardoso do Receita do Sucesso
Luma do Luz de Luma
Mulher Remédio
E pra quem mais quiser (nota mental: eu realmente preciso aumentar meu circulo de amigos da blogosfera)

**Por ultimo e não menos importante, para comemorar a chegada do Silent Devotion – Vintage Diamons Version, estou humildemente criando um premio. Ele sera postado aqui no próximo post, sem falta 😉


Video inspirador do theme! 😉

Niente Paura

Nunca pensei, na minha vida, que eu iria dizer isso. Mas vamos la…
Existe 1 (uma!) musica italiana que eu gosto!

O nome do cara responsável por isso é Luciano Ligabue. Também conhecido como Liga, (Correggio, 13 de março de 1960) é um cantor e compositor italiano, além de escritor e diretor filmográfico. Esse cabeçudo ai, tem muitas musicas bregas, como um bom italiano que é (afinal, vamos combinar, italiano sabe ser brega), mas esses dias eu ouvi algo que me agradou. Assim como Vasco Rossi, Ligabue é um dos grandes nomes do rock do pais da pizza, e por mais que eu seja critica, esses dois coroas ai merecem meu respeito.

A musica em questão se chama Niente Paura, que significa nada mais nada menos que “Sem Medo”. Ta bom, a musica não é exatamente um rock pauleira, mas eu gosto da mensagem que ela passa. Ai vai o video e o texto traduzido.

Niente Paura – Luciano Ligabue

A parte che gli anni passano
per non ripassare più,
e il cielo promette di tutto
ma resta nascosto li dietro il suo blu,
e anche le donne passano,
qualcuna anche per di qua,
qualcuna ci ha messo un minuto,
qualcuna è partita ma non se ne va…Niente paura, niente paura, niente paura
ci pensa la vita mi hanno detto così
Niente paura, niente paura, niente paura
si vede la luna perfino da qui..

A parte che ancora vomito
per quello che riescono a dire,
non so se sono peggio le balle
oppure le faccie che riecono a fare

A parte che i sogni passano se uno li fa passare
alcuni li hai sempre difesi altri hai dovuto vederli finire..

Niente paura, niente paura, niente paura
ci pensa la vita mi hanno detto così
Niente paura, niente paura, niente paura
si vede la luna perfino da qui..

Tira sempre un vento che non cambia niente
mentre cambia tutto sembra aria di tempesta,
senti un po’ che vento forse cambia niente
certo cambia tutto sembra aria bella fresca..

A parte che i tempi stringono e tu li vorresti allargare
e intanto si allarga la nebbia
e avresti potuto vivere al mare
ed anche le stelle cadono
alcune sia fuori che dentro
e un desiderio che esprimi
te ne rimangono fuori altri cento..

Niente paura, niente paura, niente paura
ci pensa la vita mi hanno detto così
Niente paura, niente paura, niente paura
si vede la luna perfino da qui

Niente Paura, niente paura

Sem contar que os anos passam
para não passarem denovo,
o céu promete de tudo
mas fica tudo escondido ali no seu azul,
a até as mulheres passam,
algumas até por aqui,
algumas ficaram por um minuto,
algumas partem, mas não se vão.Sem medo, sem medo, sem medo
a vida da um jeito, me disseram assim
Sem medo, sem medo, sem medo
se vê a lua até mesmo daqui.

Sem contar que ainda vomito
pelas coisas que conseguem dizer,
não sei se são piores as mentiras
ou as caras que conseguem fazer

Sem contar que os sonhos passam se alguém os faz passar
alguns você sempre defendeu e outros teve que ver terminar.

Sem medo, sem medo, sem medo
a vida da um jeito, me disseram assim
Sem medo, sem medo, sem medo
se vê a lua até mesmo daqui.

Sopra sempre um vento que não muda nada
e quando muda tudo, parece vento de tempestade,
Você sente que o vento talvez não mude nada
Certo, muda tudo, parece brisa suave e fresca.

Sem contar que o tempo diminui e você gostaria que aumentasse
enquanto isso aumenta a neblina
e você gostaria de ter vivido no mar
e até mesmo as estrelas caem
algumas fora, outras dentro
e a cada desejo que exprimes
ficam de fora outros cem.

Sem medo, sem medo, sem medo
a vida da um jeito, me disseram assim
Sem medo, sem medo, sem medo
se vê a lua até mesmo daqui.

Sem medo, sem medo

Ps1.: gosto da voz sexy e rouca do coroa, até o pegaria, catava, passava o rodo.

Ps2.: depois venho aqui pra meter o malho no novo single da Celine Dion.

Bestemmiando: como xingar bonito em italiano

Quer conhecer um pouco mais da cultura italiana mas nunca teve coragem de perguntar? Quer descobrir como italiano fica quando ta com a macaca? Resumindo, ta doido pra saber uns bons e sonoros palavrões direto da terra da tal da pizza?


Quake 3 pode te deixar furibundo!


Velhinho desbocado!


Vai uma maracugina ae?

Vê se isso é coisa que se faça com o véio?

Não se fala essas coisas na tv não, tio.

Ok, voltamos com a nossa programação normal.

Meme das perguntas ping pong

Acabo de ser convidada pelo meu primo Pedro, do Receita do Sucesso, para participar de um meme bem bacaninha que me lembrou meus tempos de escola, quando nós meninas faziamos aqueles cadernos de perguntas, e passávamos pros amiguinhos e amiguinhas responderem para conhecermos eles melhor.

Em homenagem à essa sessão nostalgia, vamos ao meme.

Uma hora: A de dormir, sou bem manhosa e preguiçosa.

Um astro: Lua

Um móvel: Qualquer um, cada um tem o seu valor, e como designer de protuto, não tem como escolher um preferido 😉

Um líquido: leite com achocolatado (que que eu posso fazer? Cresci, mas no fundo ainda sou uma menininha!)

Uma pedra preciosa: Diamonds are a girl’s best friend

Uma árvore: Ipê, não tem coisa mais linda que um Ipê todo florido (seja amarelo, branco ou roxo)

Uma flor: Orquidea

Um animal: Cavalo

Uma cor: Preto não é cor

Uma música: Varia muito. Sou uma pessoa altamente musical, não vivo m dia sem ouvir alguma boa musica.

Um livro: Todo bom livro é bem vindo, mas atualmente so mesmo os especificos de minha profissão.

Comida: Aquela que for saudavel, gostosa e que alimente (Ultimamente estou desnvolvento bastante meus dotes na cozinha italiana). Mas sem nunca deixar de lado um chocolatezinho basico.

Um lugar: O mundo! Sou cidadã do mundo!

Um verbo: Amar (apesar de tudo, ainda acredito que amar é a solução)

Uma expressão: “Quem me dera ao menos uma vez que o mais simples fosse visto como o mais importante.”

Um mês: Agosto

Um número: 7, porque cada um dos meu nomes tem 7 letras.

Um instrumento musical: Todos em perfeita harmonia. Quer prazer melhor que ouvir uma boa musica harmoniosa?

Uma estação do ano: Primavera

Um filme: Tropa de Elite

Chamo pra esse meme minha amiga Lee, pois sei que ela vai se amarrar em reponder, afinal ja foi menininha que nem eu 😉

Quadrinhos e outras cosinhas mais

Bom dia amiguinhos leitores que perdem seus preciosos tempos para ler as abobrinhas que escrevo por aqui. Bom, mas se pelo menos eu faço alguém sorrir, então já ganhei o dia 😉

Ontem foi um dia puxado pra mim, altas aventuras indo a Roma assistir aula e ver o professor perder as estribeiras (alguns até diriam que o cara desceu do salto) e dar xilique por besteirinha. Perdeu totalmente a compostura, gritava e até palavrão rolou . Eu, boba como sou, rolava de rir.

Mas enfim, vim aqui hoje neste dia chuvoso e frio aqui em Ascoli, para comunicar o lançamento de mais um blog que tenho a honra de participar e dizer que sou a co-fundadora. Ele se chama Rabisco e vai fazer a alegria da garotada nerd que adora uma boa historia em quadrinho (hq, gibi, essas coisas).

Idealizado pelo meu primo Pedro Cardoso do Receita do Sucesso, o Rabisco traz as resenhas dos mais diversos quadrinhos, que a gente adora e não vive sem. No meu caso, sou responsável mais especificamente pelos x-men (sim, eu tenho esse lado super nerd amarradona nos mutantes) e pela cara do blog (como designer que sou com muto orgulho). Já meu primo escreve sobre os demais quadrinhos e cuida da edição do blog.
Coisa profi, ou ta pensando que é pouca porcaria? (é muita porcaria, um balde cheio!)

Então é isso, visitem, leiam, comentem, só não xinguem porque ai é falta de compostura hehehe!

>>>>> http://rabisco.org/ <<<<<<< entrem! entrem ! entrem!

By the way, gostaram da logo? eu que fiz 😛

_________________________________________________________

Beijos da ruiva a todos!

Let’s talk about music, shall we?

Ohayo gozaimasu! Hoje não esta exatamente um dia lindo como ontem e anteontem. O sol anda meio tímido e ta mais friozinho. Mas a animação continua! Por tanto, Ohayo gozaimasu wooorld! ( Nossa, baixou o Hiro em mim)

Mas então, quem me conhece sabe da minha paixão por musica e como não vivo sem ela. Ouço praticamente de tudo, tudo que for boa musica claro. E o que não for boa musica ouço também, faço minha critica como boa virginiana que sou e depois não ouço mais pois não sou masoquista! ( ou seja, não venha me dizer que funk e sertaneja é musica porque não é!)

Cá estou eu, no pais da pasta ( ai que saudade de um bom e velho feijão com arroz), e tenho que conviver com o que esta’ nas paradas de sucesso do local. Assisto frequentemente MTV e já vi coisas que até o coisa ruim duvida. Sem mais delongas, e deixando a negatividade de lado, vamos ao Top 20 italiano, segundo o site mtv.it ( as criticas são por conta da casa).

1. Eros Ramazzotti feat. Ricky Martin – “Non Siamo soli” – musiquinha xexelenta, de uma alegria forçada. O que a italianada tem na cabeça? Sem contar que a voz do Eros me irrita. (nossa como estou agressiva!)

2. Mattafix – “Living Darfur” – Musica bacana. Gosto muito. O video também é lindo. Ta, o cara tem uma voz meio chorosa, mas não deixa de ser uma musica bacana.

3. James Blunt – “1973” – Simona, você ta ficando velha… é o que diz a musica. Sera uma indireta pra mim? Ah! Não gosto.

4. Vasco Rossi – “Vasco Extended Play” – Na verdade, este é um single com duas musicas. A mais conhecida é “Basta Poco”. E’ uma música bem bacaninha, diz umas verdades, mas sinceramente o video deixa a desejar.

5. Dave Gahan – “Kingdom” – gosto muito da musica, e curto muito o jogo de luzes e arvores no final do video.

6. Backstreet Boys – “Inconsolable” – nunca se tem um tiroteio quando precisamos de um.

7. Santana feat. Chad Kroeger – “Into the Night” – musica boa, com boa energia, o som inconfundível de Santana e a voz sexy rouca de Chad Kroeger.

8. Tazenda feat. Eros Ramazzotti – “Domo Mia” – Linda musica. Mas num é que o Eros tinha que vir estragar a parada? (ta ele não estraga tanto assim, é que eu realmente não o suporto)

9. Mika – “Love Today” – heuheuhuehu… sem comentários… assista e tire suas próprias conclusões heheheh

10. Take That – “Rule the world” – a banda mais romantiquinha dos anos 90 volta com mais uma baladinha bacana. Como sou bem mulherzinha, acho a musica linda.

11. Jennifer Lopez – “Do it Well” – Ui poderosa! Gosto muito dessa musica e ela ta lindona no video seguindo a filosofia “This is Sparta!”.

12. Sean Kingston – “Beautiful Girls” – musiquinha besta, mas alegrinha. Sera que ele fugiu de Hair Spray?

13. Anamor – “Damela Sì” – aqui cabe a tal da pergunta… Whattahellisthat?

14. La Differenza – “Disincantatamente” – hein? sertaneja italiana?

15. Studio 3 – “Voci su Voci” – Pois é, é preciso se conformar… backstreet boys fez escola, até na Itália… duas palavra pra vocês: cru-zes!

16. Avril Lavigne – “When you’re gone” – O video é lindo, a musica bonitinha, mas já deu né gente?

17. Vasco Rossi РThe Singles Collection РṆo tem jeito, Vasco Rossi ̩ o Renato Russo italiano. Nego ama esse cara.

18. Rihanna – “Shut Up An Drive” – Musica muito bacana, video super legal. Quando crescer quero ser poderosa que nem ela. E ter os pares de sapatos desse video. (gente, desculpe, sou mulherzinha, adoro sapatos de salto)

19. Plain White T’s – “Hey There Delilah” – Video bonito, com uma dinâmica interessante. O que estraga é a musica.

20. Rooney – “When Did Your Heart Go Missing?” – Get a job!!!

Tudo isso é muito bacana, mas ninguém, jamais, ninguém mesmo, vai conseguir superar isso:

It’s all about growing up

Acho que vou falar de coisas meio cliché hoje neste meu inútil e humilde blog. Mas é meio inevitável para mim neste momento.

Todo mundo já ouviu e assistiu o vídeo “Sunscreen”. O vídeo mais bacana que eu conheço, que toca mesmo o coração e fala coisas que são verdadeiras, e que a Globo fez o favor de estragar colocando o Pedro Bial pra narrar uma tradução malfeita do famoso discurso.

Bem, eu posso dizer que ao longo dos meus 27 anos eu passei por muitas coisas. Pareço uma velha falando, mas é a pura verdade. Há mais de dois anos atrás resolvi dar esse enorme passo que foi vir morar na Itália pra fazer minha sonhada pós graduação em Design. E paguei um preço alto. Passei por muitas coisas, mas muitas mesmo nesses dois anos que poderia escrever um livro. Conheci gente de todo tipo e descobri que não da pra confiar em ninguém que não seja você mesmo em terras tao distantes de casa. Cara, não há lugar como nosso lar.

Mas a coisa mais difícil pra mim foi perder o meu pai no acidente da gol no ano passado. Hoje, para quem não passou pelo que eu passei, pode até parecer banal. Afinal isso é noticia velha. Mas pra mim, parece que foi ontem que ouvi a voz do meu pai pela ultima vez me contando que havia comprado uma passagem pra mim para que eu fosse ao Brasil visita-los. Parece que foi ontem que abracei meu pai pela ultima vez naquele hotel em Roma e fui embora acenando para meus pais que me acenavam de volta da sacada. parece que foi ontem que abracei meu pai enquanto eu chorava de emoção e ele ria quando eu descobri que passei no vestibular pra UFRJ em 1998.

Agente não esquece essas coisas, e a dor da saudade e o luto nos acompanham para sempre. Ela não diminui. Fica la. Nos apenas aprendemos a conviver com ela.

Uma amiga querida neste momento esta passando por uma situação parecida. E eu tenho tentando, com minhas humildes palavras, compartilhar com ela a dor. Ajudar a carregar o fardo, apesar de que, ninguém pode fazer isso por nos.
Pode parecer besteira, mas é bem assim que funciona. Só quem perde alguém assim, um pai ou uma mãe, que consegue entender realmente o que significa. Como se fosse um clube fechado. Um triste clube.
Mas o que eu costumo dizer para essa minha amiga, é que nos não perdemos ninguém. Esse alguém apenas foi para um lugar bem mais bacana do que esse nosso mundinho infame e degradante. E um dia iremos todos nos reencontrar. Pois o amor não acaba quando alguém faz a passagem. Ele persiste, e nos faz ir adiante.

E estas experiencias nos fazem mais fortes. Apesar da dor incomensurável que vivemos e sentimos, nos tornamos mais fortes e conseqüentemente mais confiantes.
E eu tenho o orgulho de dizer que depois de um ano de muitos momentos de depressão, estou me reerguendo e me sentindo cada vez mais madura, forte, e de bem comigo mesma. Forte o suficiente pra seguir os conselhos de meu pai, que me dizia “Não permita que ninguém te faça sentir inferior”. E eu, finalmente, estou conseguindo seguir esse conselho verdadeiramente.

Assim, revendo, depois de tanto tempo, o vídeo “Sunscreen”, eu sorrio e digo a mim mesma “Esse cara tem razão. And I feel good”.