(O meu) Retorno de saturno

Confesso que ontem me assustei ao olhar a data no calendário. Como o tempo passa rápido. Principalmente depois dos 18! Não, eu não tenho 18 anos… tenho 28. Mas nesses últimos 10 anos, vivi muita coisas, passei por traumas e perdas, e continuo aqui, firme e forte.

Só que lembro ainda, como se fosse ontem, quando fiz 18 anos. Foi ali que tudo começou a mudar efetivamente. O ano de 1998 ficou marcado para mim como o ao da minha conquista pessoal de passar no vestibular, ir pra universidade, fazer novos amigos, e estudar o que me agradava. A Escola de Belas Artes, apesar da infra-estrutura quase inexistente, foi um importante aprendizado para mim. Para estar ali tinha sim que correr atras das coisas, ralar muito, pois nada seria dado de mão beijada, e não foi. Ali, era o começo de uma vida adulta ( e não era como hoje que a maioria vive com o papai e a mamãe que pagam os estudos naquelas faculdades onde o sistema de ensino é algo tipo “pagou – passou”).

E até os meus 22 anos, quando perguntavam minha idade, eu tinha que parar para pensar para responder, pois na minha cabeça ainda tinha 18. Dez anos se passaram. E apesar de tudo o que eu vivi nesses anos, parece que a vida só esta começando. O ano de 2008 foi algo indescritível. Mais um marco na minha vida. Depois de quase 3 anos, voltei da Itália (onde estudei e passei por maus bocados estando longe da família e dos amigos). Voltei e 2008 não foi exatamente um ano de realização profissional como eu esperava. Ainda estou trabalhando para tal. Foi um ano de realização no campo sentimental.

Resolvi magoas antigas, revi amigos, matei saudades, estou mais próxima da família e perto de começar a minha. Uau! Isso é ao mesmo tempo lindo e assustador.

Conhecem a expressão “retorno de saturno”? Retorno de Saturno é uma expressão astrológica que representa a chegada da maturidade na vida de uma pessoa.  Segundo o site Porto do Céu:

“Entre os 28 e 30 anos de idade, ocorre o primeiro retorno de Saturno, ou seja, o planeta em trânsito se posicionará no mesmo local em que ele estava no momento de nascimento da pessoa e iniciará uma nova volta em torno do zodíaco.

Novamente, como em todo trânsito de Saturno, ocorre um doloroso rito de passagem, envolvendo responsabilidades, desta vez maiores do que nunca. A partir deste período, muitas coisas que antes eram parte de uma gama de opções se tornam definitivas. É o momento de determinar o que vai dar impulso aos próximos 28 anos e tudo o que é decidido tem sua repercussão e conseqüência.

Este período representa também o fechamento sobre todo o passado de dependência familiar, uma liberação final de tudo que ligava às servidões da infância e da adolescência, uma aquisição definitiva de autonomia. É o ponto final do caminho de relaxamento de responsabilidades dos pais sobre os filhos.

Aos 28 anos, as pessoas começam a se preparar para inverter os papéis. Nesta época, surge a necessidade crescente de se fundar um lar, ter filhos, educá-los e progredir profissionalmente. É a chegada definitiva da certeza da sua responsabilidade em relação aos outros, em que se procura gerar confiança em que os cerca e se começa a pensar seriamente no futuro. É o primeiro contato com a sensação de que o tempo passa e que a velhice não tarda a chegar, por isso a intensificação das cobranças internas. Não é mais tempo para ilusões e sim para definições.”

Viu como é assustador? Sinceramente, nem é tao assustador assim. Não depois de tudo o que já passei na vida, isso dai é fichinha (eu inclusive, costumava dizer que aos 27 o meu retorno de saturno já estava acontecendo, pois amadureci bastante no exterior). Sinto que sou uma pessoa melhor. E mais tranqüila em alguns aspectos.

Porém, algumas pessoas mais imaturas, ao chegar nos 30, simplesmente surta. Síndrome de Peter Pan sabe? Se recusam a amadurecer, e alguns não amadurecem nunca. Só que, a vida e o tempo batem na porta e te cobram uma resposta. E por mais que você tente se esconder, vai chegar o momento de encarar a vida de frente. E olha, que até os italianos, que tem mania de continuar morando com os pais passando dos 40 anos, até eles estão percebendo que não da pra ficar escondido na barra da saia da mãe.

E então, vamos encarar a vida de frente?

“E aos vinte e nove com o retorno de Saturno
Decidi começar a viver”

8 Comments

  1. Há 1 ano atrás, comecei a encarar a minha vida de frente. A ver que eu precisava ter responsabilidade, e mais do que isso, me vi ‘só’, e tendo uma filha pra criar, tomei posse da minha vida adulta de fato, e dá uma sensação estranha de liberdade. Mas não foi fácil, como sair da comodidade não é, precisei de ajuda profissional, e ainda ‘preciso’.
    O retorno de Saturno pra mim, chegou alguns anos adiantado. rs

    Beijos

    1. @NÚBIA,
      Realmente é complicado crescer, não é? Ainda mais no seu caso, com uma filhinha (linda por sinal) para criar. Nos darmos conta de que crescemos, que temos cada vez mais responsabilidades, assusta sim. Não é nada fácil encarar de frente e tem muita gente que surta mesmo.
      Parabéns a você que é uma guerreira, e enfrenta a vida como ela deve ser encarada. São poucos que conseguem essa maturidade, ainda mais cedo assim.
      Um super beijo!

    1. @Mário Yanase, pode deixar que estou cuidando muito bem dele, e ele de mim 🙂
      Muito obrigada pelos votos!

  2. Acredito que as coisas não acontecem por acaso. Olha só: cheguei em casa e fiquei no computador, despretensiosamente, e com a TV ligada. Passando por vários canais, por acaso, parei na GNT, onde estava acabando o “Irritando Fernanda Young”, com a entrevistada Giselle Itié. Bem, eis que Fernanda toca no assunto do Retorno de Saturno. Eu jamais havia ouvido falar desse termo. Já ouvira, sim, sobre os ciclos por que passamos a cada mais ou menos 7 anos de vida. Entrei no oráculo “Google” e agora, Cynthia, acabo de conhecer o seu blog. Tudo normal, vez que a internet existe pra essas coisas, não fosse a coincidência de hoje (22/12/2008) ser o meu aniversário de 28 anos. Ano passado tive uma experiência de 8 meses morando sozinha, mas na mesma cidade dos meus pais. Em dezembro/2007, vim parar em São Paulo, sozinha. Então, eu, capricorniana, percebo que este planeta de anéis que rege meu signo está mexendo comigo! Considero esta “coincidência” meu presente de aniversário, por isso, te agradeço tb, Cyn! E, como vc mesma falou, bora encarar a vida de frente!
    Valeu! Bjos! 🙂

    1. Ola @Tysha!
      Que bacana o seu comentário! Também não acredito em coincidências, acredito que tudo acontece por um motivo que nos levam à outras coisas e assim a vida caminha. Fiquei super feliz com o seu depoimento e te desejo toda a felicidade do mundo!
      Que você tenha um aniversario maravilhoso e que sempre leve sua vida assim, encarando-a de frente. Que em todos os seus dias você tenha motivação para realizações bacanas em sua vida.

      Um grande beijo e obrigada pela visita e comentários!

      P.S.: você tem blog? Beijos!

      1. Oi @Cyn Cardoso!!

        Ixi! Só depois fui perceber que coloquei minha idade errada! Como pode??? Não me acostumei ainda! Na verdade, estou fazendo 29 anos, ou seja, estou saindo dessa fase de mudanças!
        Ah! Não tenho blog! Hehehe! Sou leitora de alguns, mas ainda não bateu a inspiração necessária para escrever. Quem sabe um dia? 🙂
        Adorei seu post, sempre que puder, deixarei um recadinho! Beijo!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>