O natal italiano e a importância do presépio

image

Passei 3 natais na Europa, e acredito poder contar um pouquinho para vocês de como são as coisas por la.
Dois deles eu passei na Itália, e um na França e na Espanha (em Paris na noite do dia 24 e em Sevilla no dia 25), e posso dizer que, mesmo com tantas semelhanças ao nosso natal, o europeu é bem diferente.
Existe um clima, uma sensação no ar, algo que nos faz entrar muito mais no tal “espirito do natal”.

Claro que o clima frio contribui muito. Desde o inicio de novembro já é possível notar com alegria a chegada do natal. As cidades todas enfeitadas com luzes, arvores, noéis, guirlandas e etc, como aqui,  mas tudo isso com uma deliciosa musica natalina de fundo. Mas mais lindas e tradicionais musicas de natal, que, quando menos esperamos, nos fazem sorrir.

A sensação que da, é que as pessoas esperam o natal pra ser tudo aquilo que deveriam ser o ano todo. São mais sorridentes e generosas, te atendem com alegria nas lojas e as pessoas se despedem com um quase sincero “Auguri” – Boas festas em italiano. Porém, esta total hipocrisia (sejamos sinceros, ser bonzinho no natal é fácil), acaba nos contagiando. Mesmo sabendo o quão poderíamos ter sido melhores o ano todo, o natal traz uma certa paz ao coração, uma certa alegria, um je ne sais quois de bondade.

Acredito que esta tal hipocrisia é a mesma em todos os lugares. Mas vamos às diferenças. A principal delas é o clima. La, além do frio, pode haver neve, e realmente nada mais gostoso do que passear abraçadinho, tentando se aquecer, numa noite com a atmosfera do natal por toda parte.

No Brasil, temos o costume de reunir a família na noite do dia 24 e fazer uma festa trocando presentes à meia noite (hora em que, para as crianças o Papai Noel vem e hora em que os cristãos afirmam, por tradição ser a hora do nascimento de Jesus). Na Itália, principalmente nas cidades pequenas, o costume é de ir até a paroquia que se costuma freqüentar e assistir a missa à meia noite.

Assim como a Missa do Galo, na cidade do Vaticano, as igrejas na Itália fazem a missa da meia noite. Sao extremamente católicos os italianos, e seguem fortemente essa tradição.

Já a alimentação é simples. Não comem peru de natal. Preferem se alimentar de peixe, ou alguma carne branca preparada de modo simples. O pão esta sempre presente em todas as refeiçoes e não falta na ceia de natal. Chamam esse ritual de vigília. No dia seguinte, acontece o almoço de natal, também bastante simples. A troca de presentes pode ocorrer durante o almoço, ou depois dele (ou até mesmo na noite da vigília). Na Espanha não existe troca de presentes no dia 25.

Arvores de natal são enfeitadas com luzes, laços, bolinhas e afins, e assim como as nossas, geralmente são artificiais (diferente dos americanos que compram pinheirinhos de verdade todos os anos).  Mas nunca pode faltar um presépio.
Mais importante do que qualquer outro enfeite de natal, o presépio é peça fundamental, a estrela principal da comemoração do nascimento de Jesus Cristo.

Nas mais simples igrejas é possível encontrar exposição dos mais lindos presépios, que muitas vezes ocupam até salas inteiras. Um detalhe chama atenção. No presépio falta a figura do menino Jesus, que é colocado nele somente no dia 25.

Um Presépio Italiano
Presépio Italiano

Claro que tais tradições podem ser encontradas aqui no Brasil também, já que em algumas regiões existem muitas famílias italianas. Além do mais, são bastante parecidas com as nossas.

Passado o natal, existem outras datas especiais, como a festa da Befana. Uma simpática bruxinha que tem mais força que o Papai Noel. E’ ela que traz balas e até brinquedos para as crianças que se comportaram durante o ano, e carvão para as que foram malcriadas. Pode-se ver um pouco mais sobre isso aqui.

One Comment

  1. muito bom essas informações me ajudou muito, tenhu um teatro pra fazer sobre o natal italiano e aproposito amei o presépio….

Deixe um comentário para luana Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>