Rock n’ Roll Christmas


ANOTHER ROCK AND ROLL CHRISTMAS
(Gary Glitter / Mike Leander / Edward Seago)

Gary Glitter
Also recorded by : Jive Bunny & The Mastermixers.

christmas
christmas
christmas

light the lights, ring the chimes
come on in its party time
raise a glass for old lang syne
come on and rock it up for all mankind
good to see friends i know
kissin’ under the mistletoe
i love to hear the children sing
it looks like santa’s gonna’ bring…

(another rock and roll christmas)
another christmas rock and roll
presents hangin’ from the tree
you’ll never guess what you’ve got from me
(another rock and roll christmas)
another christmas rock and roll
you better be off home, shut up tight
you never know it might snow tonight

guys and gals stay up late
they’re so excited they can’t wait
let there be peace on earth
come on and rock and roll for all your worth
were gonna’ laugh were gonna’ sing
were gonna’ make the rafters ring
pull my cracker
let me be the silver star upon your tree

(another rock and roll christmas)
another christmas rock and roll
all dressed up so here we go
do i hear sleigh bells in the snow?
(another rock and roll christmas)
another christmas rock and roll
tonight old santa never ever stops
he rocks around the chimney tops

and you’ll be rockin’ in your stockin’
when you see your big suprise
cause you’ll be rockin’ in your stockin
you won’t believe your big blue eyes

come on in join the fun
it’s christmas time for everyone
may your days be merry and bright
this aint gonna’ be no silent night
see the stars glittering
soon they’re gonna’ see the new year in
Everyone’s huggin kiss me quick
i’m gonna rock and roll for old saint nick

(another rock and roll christmas)
another christmas rock and roll
presents hangin’ from the tree
you’ll never guess what you’ve got from me
(another rock and roll christmas)
another christmas rock and roll
you’re better be off home, shut up tight
you never know it might snow tonight

christmas
christmas
christmas
its christmas

(another rock and roll christmas)
another christmas rock and roll
all dressed up so here we go
do i hear sleigh bells in the snow?
(another rock and roll christmas)
another christmas rock and roll
tonight old santa never ever stops
he rocks around the chimney tops

A arte de se fazer presente

1215912_paper_chain_in_the_dark

Este artigo não é sobre presentes de natal, é sobre como conseguir se fazer presente na vida de pessoas queridas. 🙂

Como filha de militar mudei de cidade muitas vezes. E mesmo depois que as viagens de militar acabaram, eu mesma, com meu espírito nômade, não passei muito tempo em lugar algum.

Conheci muita gente, fiz muitas amizades e com o tempo aprendi a distinguir qual era verdadeira e qual não valia a pena. Tenho muitos amigos sim, mas infelizmente, cada um em uma parte do mundo. E aí, você me pergunta, como é possível manter estas amizades distantes? Fazendo-se presente.

Se fazer presente não é, absolutamente, ficar grudados 24 horas por dia. Ninguém gosta de se sentir preso, ninguém gosta de alguém grudado no cangote.

Fazer-se presente, nada mais é que, fazer com que as pessoas que gostamos saibam que são queridas e que podem contar conosco sempre que for necessário. Tenho a sorte de ter amigos assim. Posso passar dias, até semanas sem falar com eles que, quando falo novamente é como se nunca tivesse saído de perto. E estou falando de amigos que moram em outros estados e até outros países. O carinho é sempre o mesmo, não muda.

E como conseguimos isto? Mais simples do que parece. Apenas algumas demonstrações de carinho aqui e ali. Dando apoio e oferecendo os ombros quando necessitam. Pode até acontecer de não poder estar perto quando precisam, mas sempre tem um pequeno gesto que acaba demonstrando que estão ali pro que der e vier. É um laço mais forte e mais simples do que se imagina. Não é a proximidade física que diz se uma amizade é verdadeira ou não.

Este post eu dedico aos meus amigos queridos, que sabem melhor do que eu se fazerem presentes em minha vida nômade. Especialmente para Fran e Kathy que em anos de amizade nunca me faltaram, onde quer que eu me encontrasse na face da Terra. Estou meio sumida, eu sei, e em falta com vocês, mas saibam que não existe nem um só dia em que eu não dedique um pensamento carinhoso a vocês.

E você? Sabe se fazer presente? Diga o que sente a quem ama, antes que seja tarde demais. 😉

Silent Devotion

Alma Oceânica

Uma noite a mais
Para aguentar este pesadelo
O que mais eu tenho que dizer?
Chorar pra mim nunca valeu uma lágrima
Meu espírito solitário está cheio de medo
Longas horas de solidão
Entre mim e o mar
Perdendo emoção
Encontrando devoção
Eu deveria me vestir de branco e procurar o mar
como eu sempre quis? – ser uma com as ondas
Alma oceânica
Caminhando na linha da maré
Eu ouço seu nome
São os anjos sussurrando
Algo tão bonito que fere
Eu só desejei me tornar algo bonito
Através da minha música, da minha devoção silenciosa.

Coração dos outros é terreno onde ninguém pisa

1031657_heart_in_the_sandÉ isso mesmo. Relacionamentos são difíceis. Por mais que duas pessoas se deêm bem, é preciso tomar muito cuidado com os sentimentos alheios. A partir do momento em que se deseja relacionar com alguém, devemos ter consciência de que isto nos traz algumas responsabilidades.

Sinceridade e respeito pelo outro são excenciais. Lembre-se que se você sofre, o outro pode estar sofrendo também (ou até mais). Não é simplesmente chegar a uma decisão sozinho, agir da maneira que decidiu agir e sequer conversar a respeito com o outro. Suas ações podem magoar muito e fazer com que o outro se sinta abandonado e descartável.

Não somos objetos que simplesmente podem ser deixados de lado quando não servimos mais ao outro. Temos coração, sentimentos. Então cuidado ao permitir que alguém se apaixone por você. Não trate jamais o coração de alguém de maneira leviana, abandonando-o quando achar que é melhor para você. Se tem o minimo de consideração por outro ser humano, explique, converse, ache uma solução, ouça o que o outro pensa e sente, pois ao querer se resguardar, você pode acabar fazendo em pedaços alguém que realmente ama você.

Em relacionamentos, não cabe egoísmo. Para amar verdadeiramente você deve estar preparado para, inclusive, abrir mão de sua auto-preservação, pois se o outro se entrega completamente a você, pondere com ele qual a melhor maneira de seguir adiante com o relacionamento. Ou então seja bem sincero e diga que não quer mais.

Coração dos outros é terreno onde ninguém pisa, e ao ser egoísta, você apenas estará magoando profundamente alguém que lhe quer bem.

Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas – Antoine de Saint-Exupéry

Sobre o medo

257139_suicide_files_4

Do que você tem medo?

Eu tenho medo de varias coisas. Desenvolvi meus medos durante a vida, com as experiências que tive. Acredito que com todo mundo seja assim. Quando crianças são poucas as coisas que tememos se pararmos para pensar. Até porque, na mais tenra idade, basta um colo de mãe, ou um abraço do pai, que tudo passa.

Aí passamos a conhecer a vida, os perigos dela, passamos a temer acidentes e etc. Mas os maiores medos, ao meu ver, são aqueles que ferem a alma. Medo de perder alguém que se ama, medo da solidão, medo de se ferir emocionalmente a tal ponto que a dor se torna física. Relacionamentos fracassados podem levar você a ter medo de se comprometer. E seu coração se fecha, a amargura vem.

Mas estas são fases. Nada mais natural querer se proteger depois de se ferir. Nada mais natural que criar barreiras e mecanismos de defesa para se preservar.

Por outro lado, barreiras muito rígidas podem fazer sofrer também. Medo aprisiona. Medo não nos torna nem mais fortes e nem mais fracos. Apenas reclusos. E, se, algo de bom na vida bate à sua porta, te convocando para viver, seu coração fica louco para soltar estas amarras e ser livre novamente, mas sua cabeça tende a apertar ainda mais estes grilhões.

Ninguém quer sofrer. Queremos todos ser felizes. Tudo muda todos os dias e em algum momento a amargura e o medo serão amenizados. E um dia, no momento certo, aquelas barreiras serão dissolvidas e talvez você possa vir a se entregar de corpo e alma a alguém que verdadeiramente cuidará em de você e que não te fará sofrer.

Reflexões

1211847_drop_of_ecology_2

I don’t get it.
Simplesmente não entendo. Mesmo. Queremos tudo, ao mesmo tempo, sempre. Como se tudo nos fosse devido, quando na vida absolutamente nada esta sob o nosso controle. Ilusão pensar o contrário. Não somos donos de ninguém, melhor do que ninguém, e nossos egos são apenas como um grande tumor contra o qual necessitamos lutar a vida toda, se quisermos ser seres melhores.

Somos humanos. E ser humano é ser uma criatura incrivelmente complexa e ao mesmo tempo patética. Seres patéticos sim. Pois permitimos que os sentimentos mais mesquinhos e cretinos movam nossas vidas, nosso cotidiano. Ou tem coragem de afirmar que nunca comete erros? Vai ter a coragem de dizer que nunca sente inveja? Nunca se sentiu superior a alguém?

Nós não somos absolutamente nada. Somos destruidores, consumidores, oportunistas e aproveitadores. Somos todos como parasitas, sugando todo o qualquer recurso que este planeta – nosso único lar – tem para nos oferecer, e destilando nossos venenos nas vidas alheias e nossas próprias vidinhas medíocres.

Quanto tempo perdido com sentimentos inferiores. Discórdias tolas, discussões cretinas. Somos tão tolos que não ficamos contentes em simplificar nada. Não, o negócio é complicar. Afinal, para que facilitar a vida de alguém, ou a própria vida? Alias, nunca estamos satisfeitos com o que temos.

Quando vamos aprender a exercitar a compaixão? Quando entenderemos que nossa única e exclusiva missão nesta vida é a evolução? Evolução que nos leve a deixar de sermos seres humanos simplesmente e sermos seres melhores. Tornar a vida simples, apreciar as coisas pequenas. Olhar o lado positivo das coisas, trabalhar com o que se realmente gosta. E se não puder trabalhar com o que gosta, ter amor ao trabalho que te alimenta. Apreciar a chuva que cai, agradecer a possibilidade de ter um teto sobre as cabeças para se abrigar. Agradecer pela saúde que temos e lembrarmos sempre que tem sempre alguém sofrendo muito mais do que você poderia suportar.

Pois a vida é curta e nela, tudo, absolutamente tudo passa. A única coisa possível que levaremos desta vida não será prestígio, nem dinheiro, nem vaidade. Apenas a serenidade de ter feito o melhor, da maneira mais simples, sem ter perdido tempo com conflitos tolos que nós mesmos nos impomos.

Meu único e verdadeiro sonho é encontrar a paz e serenidade nos meus dias, ainda nesta vida.

“Dust in the wind, all we are is dust in the wind”

Aline

Aline

Estréia hoje depois de A Grande Família a nova série da Globo, Aline.
Pelo o que eu pude ver até agora nos teasers, a série baseada nas tirinhas de Adão Iturrusgarai,  tem uma pegada jovem e cômica, tratando de maneira leve e divertida os conflitos do dia-a-dia, mesmo que algum deles sejam totalmente inusitados.

A história é mais ou menos assim:

“Otto ama Aline e é amigo de Pedro. Pedro ama Aline e é amigo de Otto. “Ela ama os dois. E eles se completam!”, assim simplifica Maria Flor, atriz que interpreta Aline, personagem que dá nome à série. Na história, ela mora com Otto e Pedro, vividos na série por Bernardo Marinho e Pedro Neschling, respectivamente.”

O clipe abaixo mostra bem o clima da série, e me faz lembrar bastante das séries européias direcionadas para o público jovem que eu assistia na minha temporada na Itália. É a Globo mais uma vez mostrando sua capacidade e qualidade nas suas produções.

Reparem como Maria Flor é linda, antenada e cacheada. 😉

Festa de lançamento de Viver a Vida

viver_a_vida

Sofisticação e requinte. Estas são as palavras que resumem a festa de lançamento da nova novela da Globo, Viver a Vida. Cortinas brancas, móveis rústicos, projeções das cidades por onde a novela se desenrola e uma grande varanda de frente para o mar – com direito a lounges aconchegantes e pisos de madeira para lembrar os charmosos deques de Búzios foi o cenário desta maravilhosa festa que aconteceu no belíssimo Forte de Copacabana no último sabado.

A Globo sabe, definitivamente como produzir seus eventos e fazer com que os convidados se sintam todos VIPs. Fui super bem recebida e bem tratada, tendo toda a liberdade para curtir a festa, transitando por todo o local. Estrelas da tv Globo circulavam entre os convidados, davam entrevistas e tiravam fotos.
Um dos pontos altos da festa foi quando a musa inspiradora de Manoel Carlos, Taís Araújo, chegou lindíssima em seu vestido pink estilo deusa grega e seus maravilhosos cachos. Simpaticissima, posou para os fotografos sozinha e com seu amor Lázaro Ramos, com um sorriso estampado no rosto demonstrava verdadeira felicidade por este seu momento profissional, em que vive a primeira Helena negra de Maneco e protagonista de Viver a Vida.

tais_araujo
tais_lazaro

Um pouco depois de sua chegada, Taís subiu ao palco da festa e, sendo muito aplaudida, falou do prazer de interpretar uma Helena. “Eu pedi, queria tanto esse papel, que toda a responsabilidade é compensada pelo fato do trabalho ser tão prazeroso”, afirmou a protagonista. Em seguida, Jayme Monjardim e Manoel Carlos se uniram a Taís e falaram da importância de um trabalho feito em equipe. “Nada nessa vida é feito sozinho, estou sempre com a minha equipe”, disse o diretor de núcleo. O autor da novela agradeceu à cooperação de suas colaboradoras e falou em nome delas das suas expectativas: “Estamos em uma grande aventura sentimental e esperamos que todos gostem”, admitiu Manoel Carlos. Elenco, direção e convidados se emocionaram ao assistir às cenas apresentadas e terminaram a noite seguindo o conselho de Taís Araújo: “Aproveitem a noite e vamos viver a vida”. Em seguida foram exibidas no telão as primeiras, e, devo dizer, belissímas cenas da novela.

Tudo merecidamente muito aplaudido pelos ali presentes, e a novela definitivamente tem um enorme potencial para ser um sucesso.

Para remeter aos locais que serviram de cenário para a novela, foram distribuídas estações pelo evento com iguarias feitas na hora. Na Jordânia, o prato é “schawarma” de cordeiro confit, coalhada de pepino e cebola crocante; em Paris, o destaque é uma baguete com filet ao Poivre, bernaise e rúcula selvagem; e em Israel, são blintzes de batata, salmão defumado e aïoli cítrico. O sabor brasileiro ficará por conta do tartare de linguado com leite de coco, manga e crocante de milho para dar o sabor de Búzios. Também não faltaram delicados espetinhos de churrasco, com sabor bem brasileiro. Tudo muito requintado e saboroso.

O elenco compareceu em peso, e confesso que meu olhar pousou principalmente sobre as atrizes e seus looks. Lindas e impecáveis todas elas, cada uma com seu estilo, mostravam que as atrizes brasileiras também sabem se vestir.

O clima da festa retratava completamente o que a novela procurará abordar, Viver a Vida da melhor maneira possível, aproveitando o que esta tem de melhor, desde os prazeres mais simples até aqueles mais sofisticados.

Ao deixar o local da festa, todos os convidados ganhavam brindes da novela. Para os homens, uma linda toalha de praia MMartan e para as mulheres uma charmosa sandália rasteirinha da Bottero.

mimos_viveravida

Saí da festa me sentindo super bem e, com certeza ficou aquele gostinho de quero mais na boca. Foi uma experiência muito bacana, e todos adoram ser bem tratados, não é mesmo? A única coisa da qual me arrependo é que minha timidez me impediu de fazer uma tietagem básica, mas quem sabe em uma outra ocasião, não é mesmo?

Não percam hoje a estreia de Viver a Vida, logo pós o Jornal Nacional. Eu não vou perder 😉

As fotos são de meu arquivo pessoal. Veja mais fotos aqui.