Cromoterapia

771741_color

Eu amo cores, isso é fato. Sou designer e como mexo com isso,  gosto de cada uma das cores sem exceção.

É do conhecimento de todos que as cores tem um poder muito bacana de influenciar no estado de espirito das pessoas. Já repararam como a maioria doa restaurantes ( e até muitas grandes redes) utilizam em sua decoração as cores vermelha, amarelo e laranja? Pois é, estas cores fazem aumentar o apetite. Já a cor azul bem clarinha, nos faz relaxar. Ótimo para ter na parede do quarto.

Uma coisa super bacana é a cromoterapia, que nada mais é que a aplicação das cores em benefício da nossa saúde. E como isto funciona? Através da energia luminosa e os cristais coloridos, esta prática holística busca tratar as doenças e os desequilíbrios, por meio da compreensão dos efeitos que cada cor produz na nossa mente e no nosso corpo.  Segundo o site da terapeuta Emilia Santos,  a cromoterapia…

É uma terapia holística por tratar o ser como um todo. Cada cor tem uma vibração específica, atuando desde o nível físico até níveis mais sutis. A aplicação de cada cor tem como finalidade suprir carências de determinadas vibrações energéticas no corpo e neutralizar o excesso de outras.

A vibração de cada cor pode ser introduzida no corpo através de alimentos, líquidos e sólidos solarizados, luz solar ou artificial, visualização de cores, roupas, ambientes, pedras e cristais. Um dos maiores cromoterapeutas do mundo, o Prof. Renê Nunes, tem vários livros publicados sobre o assunto, bem como, um arquivo com mais de 11000 casos de cura das mais diversas doenças. Ele apresenta, em seus livros, combinações de cores e procedimentos específicos para o tratamento de cada caso.”

Bacana, não? As cores utilizadas para a técnica são as sete do espectro solar:

Vermelho: Estimula a atividade mental, revigora a coragem e aumenta a força de vontade. Sua ação ativa a circulação e o sistema nervoso.

Laranja: Incentiva a mente e as novas ideias. Energiza e ajuda a eliminar as gorduras da área localizada.

Amarelo: Estimula o raciocínio e ajuda no autocontrole. Tem ação inspiradora e regenera os ossos.

Verde: Significa esperança e satisfação. Traz força e progresso mental. Acalma o sistema nervoso e os sentidos. Possui ações anti-sépticas, vaso-dilatadoras e relaxante dos nervos.

Azul: Transmite calma e tranquilidade. Tem ação anti-stress e analgésica. Equilibra o lado espiritual.

Anil: Purifica a corrente sanguínea. Possui ação anestésica e coagulante.

Violeta: Favorece a saúde e transforma as energias negativas em positivas. Acalma o coração, a mente e os nervos. Atua como sedativo dos nervos motores e do sistema linfático. Cauteriza as infecções e as inflamações.

Então eu desejo a todos, uma vida cheia de cores 😉

10 Comments

  1. Que interessante!
    A cor laranja Incentiva a mente e as novas ideias, deve ser por isso que em uma empresa que eu trabalhei a decoração era toda laranja.
    As cores que eu mais gosto é rosa e branco.

    Beijos

    1. @Juliana Pires,
      Na primeira empresa que trabalhei com webdesign, as cores da decoraçao eram laranja, preto e branco.
      Co certeza laranja estimula a criatividade!

      Eu amo todas as cores!
      Beijinhos

    1. @R. Paschoal, injeção eu nao sei heheh mas em uma sessão de cromoterapia provavelmente seria possível “tomar uma dose” de todas elas ^.^

    1. Que bacana que você gostou! Super obrigada pela visita, viu?
      Vou ficar feliz de vê-la aqui mais vezes.
      Tenho um outro blog, que é light, o http://viverebene.com.br/
      Inclusive, quando comecei a postar nele, andei visitando o seu (só fui tímida em comentar), mas pode ter certeza que marcarei presença la.
      beijos!

  2. Nossa,e interessante mesmo,a cozinha da minha casa
    e todinha verde,tudo e verde,menos o chao e mais algumas
    coisas,mas a grande maioria sao todas verdes,hahahaha !
    Muito bacana.

    beijos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>