Você é uma Shopaholic?

200282976-002

Qual mulher não curte fazer umas comprinhas? Principalmente em uma tentativa de levantar o astral, não é?

Não ha problema nenhum nisto, afinal vivemos em uma sociedade extremamente consumista e somos bombardeadas continuamente com anúncios e mais anúncios, tentando nos convencer que seremos pessoas melhores se obtivermos determinado produto.

O problema esta em passar dos limites. Existem pessoas que acabam por desenvolver uma compulsão por compras. Compram coisas que sequer precisam, coisas absolutamente inúteis, coisas que provavelmente nem chegaram a usar, em um processo de completa ansiedade. Pelo simples prazer de comprar o produto, nada mais. Como se o ato de comprar pudesse trazer algum alivio.

Acontece que quando chega a este ponto, passa a ser uma doença chamada Oneomania.  Segundo o site do Serasa,  a oneomania  é um distúrbio que

“(…) emerge para aliviar sentimentos de grande frustração, vazio e depressão. É um desejo de possuir, de ter poder, que fica reprimido. Ao não conseguir dar vazão ao seu desejo, a pessoa sofre uma enorme pressão interna que a leva à necessidade de possuir coisas novas como única forma de prazer

Este tipo de distúrbio é como qualquer outro vicio, que necessita de ajuda psicológica profissional para ser superado.  E como tal, somente um diagnóstico com um psicólogo pode indicar se a pessoa é realmente uma compradora compulsiva.

Claro que gosto de comprar, mas tenho consciência que que ainda não cheguei a este ponto. Pelo contrario, poderia ser até chamada de muquirana (rsrsrs). Mas é importante se ligar neste tipo de coisa, que nada mais é que uma doença de nossos tempos. Consumo demais, além de fazer mal para o meio ambiente, faz mal à você mesmo (a).  Então, que tal dar uma freiada no consumo, para não correr o risco de acabar se endividando por causa de coisas absolutamente inúteis e desenvolver uma doença compulsiva?

One Comment

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>