Fim de relacionamento: como lidar com a dor?

361753_love_for_cookies_2

Faz parte da vida que relacionamentos amorosos não deem certo e encontrem seu fim. Não que todos precisem ser assim, mas acontece. E dependendo do amor que ainda se tenha pelo outro, dos investimentos feitos – sentimentais ou  materiais, a dor do fim pode ser quase intolerável, chegando a ser física.

Uma amiga minha se separou recentemente, e tenho acompanhado os altos e baixos dela. Também já passei por términos de relacionamento, mas quem nunca passou? Acontece, que quando terminamos com alguém que amamos muito, ficamos achando que aquela perda é o fim do mundo. Mas nunca é. A vida não acaba ali, apenas deixamos de enxergar as milhares de possibilidades e situações que teremos que enfrentar ainda pela vida. E, acredite, existem perdas muito piores e realmente insuperáveis.

Existe vida após o namoro / casamento / relacionamento.  Claro que toda relação deixa marcas em nós,  temos momentos bons e outros nem tanto, e geralmente saímos magoadas do relacionamento- mesmo que não assumamos isto. Mas é preciso saber aprender a conviver com as cicatrizes que inevitavelmente ficam. Sempre vai existir alguma coisinha que vai nos fazer lembrar de um momento vivido com o outro seja ele bom ou ruim.

Existe um período de “luto” que vem logo após o término, que é realmente difícil para quem amou demais e ainda ama. Choramos copiosamente, não conseguimos dormir, ideias tolas veem à nossa mente como achar que a culpa do fim do relacionamento é nossa e que o outro estava certo em dizer que ninguém mais no mundo vai conseguir nos aturar (acredite, até isso eu já ouvi de um infeliz). Este momento de tristeza precisa ser respeitado, por mais que te faça se sentir mal. Porque somente exorcizando toda esta mágoa que você poderá se reerguer.

Não acredite em hipótese nenhuma que de foi você quem errou. Para dar certo, um relacionamento conta com ajuda de duas pessoas. Se não deu certo é porque os dois tiveram incompatibilidades e falhas. Esqueça esta ideia que você não é boa o suficiente para ninguém. Procure se lembrar que criatura maravilhosa você é, das suas qualidades, dos seus valores. Depois do período de tristeza mais forte, o “luto”, vem um período de verdadeiros altos e baixos.

Existirão dias que você se sentirá bem e cheia de oportunidades pela frente – o que é a mais absoluta verdade – e outros que você irá cair no choro e pensar bobagens novamente. Neste período, saiba que, por mais que você chore hoje, amanhã ou depois se sentirá forte de novo. É natural que seja assim. É natural ter momentos de tristeza e não se culpe por eles. Chorar é a melhor maneira de colocar para fora tudo aquilo que nos incomoda.

902545_friends_and_familyProcure se apoiar em todas as amigas que puder para superar cada uma das fazes pós relacionamento. Elas saberão te ouvir e também te dar bronca quando alguma ideia boba passar pela sua cabeça. Elas estarão lá para você caso você queira chorar ou apenas sair para desanuviar a mente. Conte com estas irmãs de coração.

Aos poucos, devagar, os momentos de tristeza ficarão mais escassos, até que quando você se der conta já partiu para outra. Estará fazendo coisas que gosta, resgatando saídas com amigas que você costumava fazer na solteirice, fazendo aqueles programas culturais que tanto curtia, mas que ele nem tanto e por isso você nunca mais os fez.

Quando tiver retomado as rédeas da sua vida – o que irá fazer mais cedo ou mais tarde – você sentirá um prazer tão grande de te-las nas mãos que, ao se apaixonar novamente (sim, você irá se apaixonar novamente) estará mais forte e mais sábia para discernir o que é melhor para você.

Infelizmente, não existe um remédio instantâneo que nos faça parar de sofrer. O único remédio é o tempo, que vai delicadamente acariciando nossos corações e apagando as mágoas, até que elas se tornem apenas pequenas e quase imperceptíveis marcas em nossos corações.

Estas marcas não somem completamente para que possamos lembrar do que é bom e o que não é bom para nossa saúde emocional. São pequenas lições ali guardadas, como um sistema de autodefesa. E ainda assim, apesar delas, o sol volta a brilhar em nossas vidas e voltamos a sorrir com o coração mais leve e cheio de esperanças.

A vida é linda, e as oportunidades são muitas. Temos muito o que fazer, muito o que descobrir e amar e perder fazem parte do ciclo da vida, do nosso crescimento. E quanto mais crescemos, mais aprendemos com a vida a importância de amar, em primeiro lugar, a nós mesmas. Para só então permitir que outro ser ocupe espaço em nossas vidas.

Muita força! E lembre-se, você voltará a sorrir. 😉

1030970_on_the_beach

Hayden Panettiere erra na tatuagem

panettiere

Em uma tentativa de homenagear suas origens italianas, a atriz que se tornou famosa por causa de seu papel na série Heroes, errou na grafia de sua tatuagem que cobre a lateral de seu corpo. E o pior é que a tatuagem não é exatamente discreta e delicada.

A atriz escreveu em seu corpo a seguinte frase “Vivere senza rimpianti”, que em português quer dizer “Viver sem arrependimentos”. O problema é que a palavra rimpianti está escrita errada, com um “i” a mais. No lugar de rimpianti está escrito rimipianti, o que não tem qualquer significado.

E agora, como corrigir um erro desses? Corretor ortográfico não funciona nestes casos.

Fonte: style.it

Moda e sustentabilidade

Quem disse que moda é somente sobre consumismo? Moda também pode ser sustentável como prega a fashion designer Renata Campos. Em sua grife, Renata desenvolve bolsas, carteiras, cintos, brincos, tiaras, nécessaire, entre outras peças bastante criativas com acabamentos nobres utilizando câmaras de ar de pneus de caminhão, ônibus e trator no lugar do couro. O resultado é no mínimo interessante.

O bacana disto é ver que é possível sim estar na moda e sem prejudicar nosso meio ambiente já tão maltratado. A minha torcida é que mais estilistas tenham ideias criativas e bacanas para a reutilização de materiais em suas criações.

Clique na imagem abaixo para conhecer seu site.

renata_campos

A arte de posar no tapete vermelho

Qual mulher nunca se imaginou no tapete vermelho, sendo fotografada, acenando, com um vestido deslumbrante e fãs for todos os lados? Na premiação do Oscar ou em Cannes, desfilar no tapete vermelho é um privilégio para poucos e também uma arte.

Neste divertido vídeo, um fotógrafo conta qual o tipo de foto que eles buscam nestes eventos, qual vende mais, e o que é uma foto ideal.

Ação Global 2009

Todos já devem conhecer, ou pelo menos ouvido falar do Ação Global da Rede Globo, não é?  O Ação Global é uma mobilização social de resgate à cidadania, de extrema importância em um país tão carente como o nosso.

Todos os anos promovido pela Rede Globo em parceria com o SESI, ONGs, sindicatos, empresas e governo, o evento consiste em um mutirão de serviços essenciais, integrados e gratuitos, promovidos por voluntários que participam em várias áreas de atuação: educação, saúde, lazer e cidadania. Em um único dia, milhares de pessoas de comunidades carentes têm acesso a toda uma estrutura para a retirada de documentos, orientação jurídica e realização de exames médicos, além de receber dicas de saúde e nutrição, participar de atividades de lazer, entre muitos outros serviços. Somente no ano de 2008 as Ações Regionais realizaram mais de 2,3 milhão de atendimentos.

No próximo dia 30 de maio, acontecerá a Ação Global Nacional – parceria entre o Serviço Social da Indústria (Sesi) e a Rede Globo. Confira o primeiro vídeo lançado pela Rede Globo, contando a história de Izadora, que no ano passado foi atendida pelos serviços da Ação.

Eu apoio bastante esta campanha. Cidadania é tudo..
Para mais informações visite: http://acaoglobal.globo.com e fique de olho na telinha 😉

Fonte: Rede Globo

Erros a serem evitados no convívio com seu amor

1056039_man_woman_heart_3

Este post me foi inspirado pela newsletter da revista Stile.it, e muitos dos pontos descritos ali eu concordo por experiência própria,  e outros nem tanto, mas acredito que isto depende de cada um, pois um relacionamento nunca é igual a outro. Vamos a eles:

  1. Anular sua individualidade – Um dos erros mais comuns. Apaixonadas, tendemos a nos dedicar completamente ao nosso amor, deixando de lado nossos interesses, atividades e desejos. Claro que se dedicar a quem se ama é super gostoso, mas a longo prazo você acaba se sentindo frustrada por outras coisas que te faltam e acaba descontando esta frustração na única pessoa que manteve perto de você, ou seja, seu parceiro. E este é o primeiro passo para minar uma relação que tem tudo pra dar certo.Dedique-se ao seu amor sim, é gostoso, mas dedique-se a si mesma também. Você vai precisar, vez ou outra, de uma amiga pra conversar e bater perna, fazer coisas de mulher, e também vai precisar ocupar sua mente com alguma coisa, pois ficar só cuidando da casa dificilmente nos deixará completamente realizada.
  2. Não dividir as tarefas – este erro, um pouco vem do anterior. Na tentativa de agradar o parceiro, tentamos fazer de tudo por ele. Mas este tipo de comportamento acaba gerando descontentamento em você e ele acaba ficando mal acostumado. Lembre-se de que você não é mãe dele, muito menos empregada. É a sua companheira e companheiros dividem tudo, desde momentos de lazer até os momentos de dever.
    Se um cozinha outro lava e por aí vai. Dividir as tarefas acaba transformando o momento do dever em algo gostoso de ser dividido também.
  3. Permitir interferências da família – esse é complicado. A família, querendo ou não, vai tentar interferir. Não por maldade, mas sim muitas vezes querendo ajudar. Um ajudar que às vezes só atrapalha. Nos enchem de conselhos, acham que por serem mais experientes o modelo de vida deles é o que vale, tentam até mesmo ditar regras em sua nova casa. Acabam invadindo nossas vidas mesmo, sem pudores. Mas é preciso dar uma freada nisso.É preciso impor limites e lembrar que em seu novo lar, quem manda é você e seu amor. Apesar de toda a experiência que nossos pais possam ter, é só vivendo as situações que aprendemos como lidar com elas, e aos poucos criamos nossos próprios modelos de vida. Ninguém gosta de ter alguém dizendo como se deve viver.  E os limites devem ser deixados claros desde o inicio para evitar problemas maiores depois.
  4. Deixar a pregui̤a comandar РSe antes de morarem juntos voc̻s sempre saiam para pegar um cineminha, jantar fora e etc., ao morar juntos a pregui̤a parece tomar conta. afinal de contas o que importa para voc̻s dois ̩ ficar juntinhos, ṇo ̩? Ficar de preguicinha em casa ̩ at̩ gostoso, mas mais gostoso ainda ̩ quebrar aquela rotina.
    Saia para jantar fora nem que seja na esquina de casa. Vá pegar aquele cineminha de vez em quando. E não se esqueça de se arrumar toda e ficar bem gata para o seu amor. Só porque vocês moram juntos, não significa que um tem que se contentar com o desleixo do outro. Até porque é só sair na rua que a gente encontra gente bem arrumada e bonita  e não é porque vocês estão juntos que não vão acabar olhando pro lado. Dê a ele motivos para ter olhos só para você 😉
  5. Justificar o Peter Pan que há no outro – quando vocês dois decidiram morar juntos, decidiram também dividir as responsabilidades. Como eu disse antes, você não é a mãe dele (e nem ele é o seu pai). Os dois tem que estar prontos para enfrentar de maneira madura as questões do quotidiano. Sempre tendo como base o companheirismo.
  6. Liberdade ao extremo e falta de limites – se você saiu da casa dos seus pais e foi morar com o seu amor, achando que a partir daí vai poder fazer o que bem entender, esqueça. Para isso era melhor morar sozinha. Na convivência é necessário existir respeito mútuo. Respeitar ideais, os valores pessoais, as crenças e o relacionamento em si. Você iria gostar se ele saísse pra beber com os amigos todos os finais de semana te deixando sempre sozinha e esperando por ele? Acredito que não, da mesma maneira que ele não gostaria de ser deixado de lado assim.Sair os dois com amigos em comum é sempre bacana, mas quando ele quiser encontrar com os amigos dele, façam de maneira que você também tenha uma atividade com suas amigas, talvez.  Quando ele quiser assistir futebol e você não curtir muito isso, vá fazer algo que aprecie, e depois façam algo que os dois gostem de fazer juntos. Dividam interesses. O importante é que ambos se sintam bem com as ações do outro. Respeito, no relacionamento, está acima de tudo. Sem respeito não há amor que resista.
  7. Mentir – mentira tem perna curta, já diz o dito popular. Cedo ou tarde a verdade aparece e não é nada bonito a gente se sentir enganadas. Então, não engane. Mentir sempre magoa alguém.
  8. Acomodar-se – Dizem que o amor engorda. Mas o que engorda não é o amor. Acontece que quando estamos bem e nos sentimos amadas, tendemos a relaxar demais e nos acomodar. Eu mesma engordei 7 Kg no meu primeiro ano de convívio, quilos estes que já fiz questão de perder. Como disse acima, o outro não é obrigado a conviver com seu desleixo com a própria imagem. Se cuide como sempre se cuidou. Não é porque vive com seu amor, ou já casou que você tem que parar de se amar.Meu vicio, por exemplo é maquiagem. E me maquio sim, todos os dias, mesmo que não vá fazer nada em especial. Me sinto bonita e de bem comigo mesma, e quando nos sentimos assim, amar o parceiro fica muito mais fácil e leve. Não se acomode, cuide-se. Se ame em primeiro lugar!
  9. Acomodar-se sexualmente Рeste assunto ̩ delicado. Com a conviv̻ncia e a acomoda̤̣o citada acima, o desejo sexual tende a apagar-se. Esta ̩ uma realidade que pode ser contornada. Primeiro mantenha-se bonita e de bem consigo mesma. E em segundo lugar procure usar a criatividade para apimentar as coisas. Faz muito bem ao casal e ao relacionamento.

Conviver é uma dificil e bonita arte. É muito importante saber ceder e ter respeito mútuo. Companheirismo é fundamental. Sem estes ingredientes não há amor que resista. Problemas sempre existirão na vida, pois nada é perfeito, o segredo é saber se dar as mãos e enfrentá-los juntos.

Dia das mães deveria ser todos os dias

Estava querendo prestar uma homenagem ao dia das mães, mas confesso que estava sem inspiração. Na minha opinião, as mães deveriam ser festejadas todos os dias, pois o trabalho delas para conosco não tem fim. Elas estão presentes em nossas vidas, todos os dias, incentivando, ensinando, nos amando incondicionalmente e sem nunca deixar de se preocupar.

Minha mãe é uma daquelas mulheres super modernas e batalhadoras, que me criou pra ser independente e ter uma carreira. Ela nunca deixou de trabalhar fora, e até mesmo viajar à trabalho, e, mesmo quando eu era apenas uma menina que chorava de saudade e não queria ver a mãe partir, eu sentia orgulho e sempre quis ser como ela quando crescesse.

Não importa se nos desentendemos, se ela me cobra, se rimos juntas, se choramos juntas. Minha mãe é um dos meus alicerces (meu pai era o outro) e em quem sempre me inspirei para ser melhor. Sabe aquela voz na consciência dizendo pra nunca nos contentarmos com pouco? Pois é, a minha é minha mãe. Posso até me irritar com isso às vezes, pois ela, mãe taurina, tem aquele jeito agitado e quer sempre tudo para ontem, e às vezes em sua incomensurável agitação esquece que cada um tem seu ritmo. Foi com ela com quem aprendi que eu também tenho meu ritmo, geralmente mais lento do que o dela.

Hoje assisti a um dos comerciais da Marisa sobre o dia das mães. De todos os que assisti, este sem dúvidas foi o mais bacana. No bate-papo entre Carolina Dieckmann, Taís Araújo e Giovanna Antoneli, Taís fala uma coisa que concordei plenamente. Dia das mães é todos os dias sim, mas o bacana de se parar para comemorar um dia é a quebra de rotina que isso traz. A festa, a alegria, proporcionar momentos especiais à nossa mãe é importante sim.

Sem aqueles sentimentalismos que vimos nos demais comerciais, os comerciais da Marisa me pareceram muito mais sinceros e bacanas que qualquer outro. Acho importante sim comemorar o dia das mães, só que deveríamos comemorar e fazer nossa mãe se sentir especial mais vezes ao ano. Sem hipocrisias e consumismos, apenas gestos vindos do coração, de um filho que sabe o quanto sua mãe se dedicou para que ele crescesse bem, feliz, e saudável. Um filho que sabe que sua mãe chorou junto com ele quando ele sofreu, que riu e festejou com ele suas pequenas e grandes vitórias.

E não importa o que aconteça, ela vai estar sempre ao seu lado te apoiando, incentivando ou até mesmo te  cobrando, para que você seja cada vez mais feliz e realizado. E no fundo no fundo, você nunca vai deixar de ser aquele bebê que coube em seu colo um dia, aquele bebê quem ela jurou proteger e por sua felicidade daria até a própria vida.

Infelizmente não encontrei o vídeo deste comercial no You Tube, encontrei apenas o que a Dieckmann conta sobre o incêndio. Quando encontrar este do qual estou falando, dou um update no post e coloco ele aqui. Por enquanto assistam o do incêndio:

Um feliz dia das mães para todas essas guerreiras lindas extremamente fortes, que são ao mesmo tempo símbolo do amor mais puro e mais bonito que existe.
E um beijo especial para a minha mãe, é claro 😉

O que é o Met Gala e por que Madonna foi vestida daquele jeito?

918361ak
Vocês devem ter se deparado ontem com algumas fotos de Madonna e seu look extravagante no chamado Met Gala que aconteceu na noite do último dia 4. E devem ter se perguntado o porquê de Madonna estar vestida de uma maneira até mesmo indescritível. Cabelos para o alto com um adorno nada discreto e um vestido no mínimo estranho.

Pois bem, o Met Gala se trata do baile de inauguração da exposição anual do Costume Institute do Metropolitan Museum of Art de Nova York. Cada ano o Costume Institute organiza uma exposição de figurinos sob algum tema. A de 2008, sob o título de Superheroes: Fashion and Fantasy, abordava como o universo dos super heróis é capaz de inspirar as criações de moda. Já a desse ano tem o tema The model as Muse: Embodying fashion, e analisa o papel dos modelos como musas inspiradoras da moda década após década.

O Met Gala é um dos mais importantes eventos de moda promovido pela Vogue e um dos mais esperados também. Isso significa que os convidados tendem a não se limitar ao bonito porém previsível. Ou seja, a palavra de ordem é ousar. E o resultado disto é a extravagancia que vemos nos looks dos convidados da festa.

Tudo bem, isto só não pode justificar a falta de gosto e bom senso. O problema é que quando se fala em extravagancia, a linha entre o bom gosto e o absoluto ridículo se torna muito tênue.
Repare que, todos os convidados são vestidos por grandes estilistas. Então, não é por ser de uma marca famosa que a roupa será necessariamente bonita.

Madonna por exemplo usava um look Luis Vuitton e ainda assim não pode ser considerada a mais bem vestida da noite. Apesar de Marc Jaccobs ser uma criatura inspiradissíma e tender realmente a uma certa dose de irreverência, não foi feliz, em minha humilde opinião, ao permitir que Madonna se apresentasse daquela maneira. Completamente dispensável o penteado que ela usava e o acessória nada discreto nos cabelos. Talvez, se tivesse optado por um penteado um pouco mais discreto, todo o resto não seria de se jogar fora.

Madonna não estava só entre aquelas que exageraram demais em seus looks e erraram. A super estilosa Victoria Posh Beckham também não foi feliz em sua escolha.

Para ver mais looks das celebridades no Met Gala acesse o link Cajon DeSatre. E para conhecer o site do Met clique aqui.

Jogo de Caras e Bocas: junte Dafne e Gabriel

cupido_caras_bocas

Essa é pra quem curte a novela das 19:00 da Rede Globo e não vê a hora de ver Dafne (Flávia Alessandra) e Gabriel (Malvino Salvador) juntos. A Globo.com lançou um joguinho, no melhor estilo de “Onde está Wally”, onde a missão do jogador é juntar os dois novamente e no menor tempo possível. Para isso, é precisa achá-los na imagem e atirar coraçõezinhos neles. No canto superior esquerdo da tela, um cronômetro marca o tempo transcorrido, sendo necessário portanto ser o mais rápido possivel.

O jogo Você é o Cupido, é gostozinho de jogar. Diversão simples e gostosa, para qualquer momento de relax. 🙂

Divirta-se 😉