Ray-Ban Aviator, uma paixão

My Ray-Bans

Meu pai foi um daqueles militares super disciplinados, o que fez com que eu tivesse uma educação bastante rígida, graças a Deus. Digo isto, pois graças à educação que recebi, fui (e sou) capaz de enfrentar as mais difíceis situações da vida e acredito saber me portar nas mais diversas delas.

Mas uma das coisas que eu admirava em meu pai todo fardado era um acessório que ele sempre usava mesmo à paisana: os seus Ray-Ban Aviator. Admirava tanto que um dia ele me deixou prova-los e eu me apaixonei perdidamente por aquele par de óculos escuros.

Anos mais tarde, já adulta, meu pai me deu um do seus antigos ray-ban ao comprar um novo para si e a partir dai passei a ir a todos os lugares com eles. Alias, achava o máximo dirigir usando aqueles óculos. Sabe dessas pequenas heranças que recebemos, que para os outros podem não valer nada mas que para nos vale mais do que todo o dinheiro do mundo? Pois é.

Papai era um desses caras extremamente cultos, sabia tudo sobre historia e geopolítica e era um prazer pra mim ficar horas a fio conversando sobre esses assuntos. Seus assuntos preferidos eram guerras e aviação e não faltavam filmes sobre estes assuntos em nossa casa. E o que o Ray-Ban Aviator tem a ver com isso? Absolutamente tudo, vejam:

O modelo foi criado na década de 20, quando a indústria de aviação crescia rapidamente e os países ricos investiam maciçamente no desenvolvimento de aviões para fins militares. As aeronaves eram cada vez mais modernas para a época, mas os pilotos sofriam com a intensa claridade acima das nuvens, que ofuscava os seus olhos e se tornava um problema grave no momento da pilotagem.

Devido a este fato que a Força Aérea dos Estados Unidos pediu para a Bausch & Lomb (primeira empresa óptica americana fundada em 1849 por J.J. Bausch e H. Lomb) produzir uma proteção ocular para os seus pilotos de caça, que enfrentavam sérios problemas de visibilidade em virtude dos raios UV.

Depois de dez anos de pesquisas, inspirados nas primeiras máscaras criadas para pilotos de avião no início do século passado, são lançados os óculos Anti-Glare Aviator com lentes verdes de cristal especial, que refletiam e bloqueavam um alto porcentual da luz visível e também os raios ultra-violeta e infra vermelho. Eles passaram a fazer parte dos acessórios militares. Somente em 1937 a novidade ganhou o nome de RAY-BAN e começou a ser comercializada em sua versão civil, batizada de Ray-Ban Aviator, com lentes verde-escuras e armação dourada. Os óculos foram batizados com esse nome pois reduziam a incidência de raios UV nos olhos, ou seja, baniam os raios (em inglês Ray-Banner)*

Nem preciso dizer que, ao saber destes detalhes, o óculos teve mais valor sentimental ainda para mim, devido às coisas que cresci vendo, ouvindo e aprendendo. Recentemente fiquei sem meus óculos, que quebraram de forma que não dava mais para usar. Então os guardei e deixei conservadinho, e passei um bom tempo sem usar qualquer outro. Recentemente adquiri um novo, lindo. O modelo clássico de armação dourada e lentes verdes, um deleite para os olhos.

*Fonte: Mundo das Marcas traz um post super interessante e completo sobre os óculos de sol que são uma paixão para mim.

6 Comments

  1. Esses Ray-Ban são lindos, e ter uma historia dessa faz ser mais lindo ainda.
    É bom ter uma coisa assim que nos relembram os que estão distante.

    Abraços
    Lee

  2. Poxa. Ótimo o seu post, e bem bonita a sua história.
    Tive meu carro furtado ontem, e levaram meu Aviator =/
    Idêntico a esse da foto, só fiquei com o estojo.
    Pensa numa tristeza? O pior que os novos tem uma escrita branca tosca na lente.

    Mas é isso aí.
    Abraço!

  3. Sedutora… perdoe-me a indiscreção, mas é a única palavra que pode definir encontra-la dirigindo pelas ruas do Rio com esse Lendário Rayban. Do outro extremo do nosso Brasil, este carioca, encantado pela história e a beleza da personagem. te deseja muito sucesso e felicidades!!!

    P.S. não deixe de usá-los

  4. Boa noite,amigos minha história com o modelo RB3026 L2846 62 14 3n,existe desde que eu era criança,meu pai era paraquedista no rio de janeiro em 1964,cresci vendo ele usando esse modelo,eu quando tinha 4 anos de idade,tive -1 grau no meu olho esquerdo,então o médico recomendou o uso de óculos por 2 anos,daí meu pai mandou fazer um óculos de grau no modelo citado,adquiri meu 1ºóculos de sol quando tinha 14 anos,de lá para cá,desde sempre uso esse modelo,para mim,o melhor óculos de sol que existe é esse, o qual uso desde que me conheço por gente!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>