Rapidinho…

“Aprendi que não posso exigir o amor de ninguém. Posso, apenas, dar boas razões para que gostem de mim e ter a paciência para que a vida faça o resto…”
William Shakespeare

“Aqueles que nos magoaram fizeram apenas o que sabiam fazer, em função das condições de suas vidas. Se você não perdoar, permitirá que essas mágoas antigas continuem a dominá-lo.”
Wayne W. Dyer

O que te falta pra ser feliz?

Já começo dizendo, que, no meu caso, não faço a menor ideia. E olha que tô quase chegando nos 3.0. Não faço a menor ideia do que quero pra minha vida, mas isso não quer dizer, absolutamente, de que vou me contentar com qualquer porcaria. Até porque, é do ser humano estar sempre insatisfeito, e eu não sou uma exceção.

Quase não tenho escrito aqui, é verdade. Este inicio de ano tem sido bastante movimentado e intenso pra mim, o que é excelente. Gosto de intensidade, velocidade, profusões. É bem verdade que tenho muitos momentos de tranquilidade, mas confesso que ficar parada demais em um mesmo lugar me irrita. Detesto comodismo, amo evolução constante.

E ainda assim, não faço a menor ideia do que eu quero pra minha vida. Porque eu quero tudo. Quero abraçar o mundo. Quero ser e fazer mil coisas ao mesmo tempo. E por mais bonitinho que isso seja, no meio de tudo isso tem uma guria assustada e perdida na confusão. Não é bacana? E ao mesmo tempo que quero tudo, não quero nada.
Não quero nada que não me seja merecido, sincero e espontâneo. Não me faz feliz o que me vem de maneira forçada. Por isso não forço nada, por mais que eu deseje alguma coisa (ou alguém, né? heheh). Não espero nada, pois esperar alguma coisa de alguém é quase que automaticamente se decepcionar. Mas luto pelas coisas que acredito. Sem passar por cima de ninguém. (Confesso: Sou do tipo de neurótica que se martiriza quando machuca alguém). Confusa? Só um pouquinho.

Nos meus 29 anos tenho a sorte (ou azar) de dizer que já vivi muita coisa. E nada foi simples e fácil. Mas o que não nos mata nos fortalece, e por mais que eu tenha momentos de tristeza tenho a consciência de que não tenho o direito de reclamar de nada. Porque tem gente por aí que luta pela vida a cada segundo do seu dia. Tem gente por aí sofrendo de verdade. E eu, eu tenho saúde! Tenho um lar, tenho amigos, tenho família (ainda que diminuindo a cada dia).

Então o que diabos me falta pra ser feliz? Nada. Claro que tem gente que responde a esta pergunta com: “um amor”, ou “perder 2 quilinhos”, ou “um emprego novo”, ou “ganhar 1 milhão” e por aí vai…Quem não quer isso tudo? Mas nós realmente precisamos disso tudo?

Tá, eu sei, ficar sozinho é triste e “All we need is love”, mas jamais coloque sua felicidade nas mãos de outra pessoa. Depender da boa vontade de alguém pra ser feliz é a maior bobagem que existe. Pois você acaba criando expectativas e se a pessoa em questão não corresponder àquilo que você espera dela, você sofre. Quer um amor verdadeiro? Ame primeiramente a si mesma 🙂 Permita-se. Aquela estorinha cliché “Cuide do seu jardim” para que as borboletas cheguem até você pode ser verdade. Mas o primordial é que você seja você mesma, se aceite, se ame, cultue sua auto estima, cuide de si mesma, encontre seu ponto de equilíbrio (sua serenidade) e jamais aceite qualquer porcaria. Assim, o que vier é lucro e muito bem vindo. E numa boa, todos merecemos o melhor. 😉

Depois de tudo isso, ainda não sei como responder à minha própria pergunta.  E a você? O que te falta pra ser feliz? O que você deseja pra ser feliz?

Ah, sei lá, bicho, curte tua vida!