O nascimento de Zeus

Então, gostaram do primeiro post da série sobre Mitologia Grega? Espero que sim, apesar da confusão de nomes e eventos. Tentarei ir com mais calma neste, pois começarei a falar dos fatos que levaram o Olimpo ser como a maioria das pessoas conhecem. Hoje é a vez de falar do complicado nascimento de Zeus, o deus dos deuses.

Mas onde paramos mesmo… ah sim!

Depois de Cronos pintar e bordar tirando seu pai do trono, alguns deuses ficaram contra ele e a maldade nasceu no mundo. Isto devido ao ato de injustiça e violência que o permitiu iniciar seu reinado. Com o intuito de punir Cronos, a deusa Noite teve filhos terríveis. Dela nasceram: a Morte, a Mentira, os Pesadelos, a vingativa Nemesis, entre outros. O reinado de Cronos era dominado pelo terror, falsidade, ódio, vingança e destruição.
Até mesmo Cronos passou a temer. A maldição que seu pai lhe lançada ecoava em sua mente e temia que os filhos se voltassem contra ele. Por isso, tomou uma decisão ainda mais terrível que a primeira.

Sua esposa era a bela titã Réia. Cronos, obrigou a coitada a lhe entregar todos os filhos, assim que viessem ao mundo. Obediente, Réia assim o fez, e, ao entrega-los ao insano marido ele os devorava.
E ele assim o fez, com cada um dos filhos que lhe foram apresentados: Hera, Deméter, Héstia, Hades e Poseidon.

[nggallery id=2]

Cansada de perder os filhos desta maneira, ao se ver perto de ter mais um filho, Réia pediu ajuda a seus pais (Urano e Mãe-Terra, ou Gaia), que a levaram para uma caverna no Monte Dicte em Creta, em um lugar bastante escondido no coração da floresta. Foi lá que ela deu a luz a Zeus e o entregou aos cuidados das ninfas dos bosques.

Voltou então para o palácio de Cronos, onde fingiu sentir as dores do parto. Cronso foi até seu quarto repetindo a ordem de entregar-lhe logo a criança. Assim que o marido se retirou, Réia enrolou uma pedra a uns lençois de modo que a pedra não fosse vista e a entregou a Cronos que sem pestanejar a engoliu, julgando ser seu filho recém-nascido. Se foi burro, ou desatento, não sabemos. O que se sabe é que com isso o pequeno Zeus se salvou e mais tarde se tornaria o senhor dos céus.

A partir dessa lenda que se diz que o tempo consome tudo. Mitos, nada mais são que alegorias, fantasias, que deixam a vida mais interessante. Afinal, a verdade pura e simples, é que o tempo nos devora dia após dia, tudo muda com o tempo.

No proximo post da série sobre mitologia, a infância e juventude de Zeus, como o deus salvou seus irmãos e a batalha contra os titãs.

3 Comments

  1. Oiiiii ruiva,
    Adorei esse post com a historia de Zeus,
    e realmente concordo que o tempo consome tudo, até pedras rsrsrs.

  2. Wow!! Lendo pelos feeds não sabia que tinha mudado tanto o layout. Alíás, quantos links inativos dona? 😀
    Faz um tempo li sobre a descoberta do local exato em que Zeus nasceu – um monte na Arcádia – não me pergunte o nome do monte que não lembro!
    As lendas mitológicas são como as folclóricas, ambas fazem parte da crença ou história de um povo.
    Tudo muito lindo! Zeus era pai de Helena e Hercules?
    Beijus,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>