O jovem Zeus

Zeus, o senhor do Olimpo, o deus dos deuses, teve um nascimento um tanto quanto atribulado como vimos no artigo anterior. O jovem deus que nasceu no Monte Dicte em Creta e foi deixado ali por sua mãe Réia aos cuidados das ninfas e dríades dos bosques.
Por ser considerado uma esperança para o futuro, uma luz na escuridão que era o reinado de Cronos, o menino Zeus foi cuidado com todo o carinho por todas aquelas divindades cretenses. Foi bastante mimado pelas belas ninfas, que o colocaram em um berço de ouro e cantavam sempre canções para niná-lo. (provavelmente por isso se tornou tão mulherengo, não é mesmo?)

Temendo que Cronos descobrisse que o menino estava vivo, toda vez que o menino choramingava, guerreiros chamados Curetos batiam suas espadas nos escudos para abafar o choro da criança. Era imprescindível que a criança sobrevivesse, para que no futuro pudesse destronar seu pai.

A origem da Cornucópia: Quando menino, Zeus era amamentado com o leito da cabra sagrada Amaltéia. Ele costumava brincar com a pobre cabra, e um dia, sem querer, quebrou um de seus chifres. Na tentativa de consolar a sua cabra preferida, Zeus transformou o chifre arrancado em uma Cornucópia da Fartura, de onde sairiam frutas e verduras conforme se desejasse. É o símbolo da abundancia, da fartura, da fortuna

E Zeus foi crescendo em meio de animais e ninfas dos bosques. Entre seus animais preferidos havia uma águia que sempre o acompanhava e que se tornou um de seus símbolos.

Quando adolescente, Zeus já era pegador. Desculpe, mas é a verdade. Mulherengo, se uniu à Métis filha de Oceano (um dos titãs que foi contra o reinado de Cronos), deusa da prudência, com quem aprendeu a ser um grande estrategista e político. Oceano apoiou Zeus quando deste decidiu destronar o pai Cronos, e foi Métis quem preparou uma poção para Zeus libertar seus irmãos do estômago do pai.

Zeus fez uma visita a seu pai e lhe ofereceu a bebida, que, ao tomá-la, sentiu violentas dores e foi vomitando um a um dos irmãos de Zeus (incluindo a pedra que o substituíra). Cronos, enganado, não ficou nada contente com a situação e chamou seus irmãos titãs para ajudá-lo.
Zeus sabia que nada poderia fazer por hora, já que precisava esperar seus irmãos crescerem para então travar uma batalha contra Cronos e os titãs. E aí, quando aconteceu, não foi nada bonito.
Mas deixemos este assunto para um próximo artigo. Até lá 😉

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>