Ser mulher

Ser mulher não é nada simples, eu posso dizer a vocês.
É se apaixonar e se entregar completamente, ainda que nossa infalível intuição diga que não. É pagar para ver e, por isso, ter o coração arrancado do peito e estraçalhado várias e várias vezes, e ainda assim continuar.
É chorar pelas mágoas sofridas e também pelas alegrias vividas.

É enlouquecer às vezes. De ciúmes, de amor, de estresse, de TPM.

É esperar, querendo ou não, aquele príncipe encantado que nunca chega. E nunca chegará. Se parar para olhar, geralmente somos nós as princesas valentes que acabam salvando aqueles homens que não passam de meninos grandes.  Homens estes que conseguem nos enlouquecer e nunca sabem o que fizeram de errado.
Ser mulher é em algum (ou em vários) momentos da vida é ter raiva destes homens. E ainda assim perdoá-los e amá-los mesmo quando eles sequer o merecem.
É dar uma, duas, três, um milhão de chances e perdoar quantas vezes for. Pois não há mulher que consiga de fato odiar para sempre. O coração de uma mulher é generoso.

É sentir todos os sentimentos do mundo intensamente e, ainda assim, ser prática quando necessário.

É ser altruísta ao ponto de não se importar que seu corpo mude completamente para gerar outro ser. Altruísta ao ponto de se sacrificar e fazer qualquer coisa pela felicidade dos filhos, esquecendo de si própria tantas e tantas vezes.

Ser mulher é se submeter às mais diversas novidades da moda e beleza só para se manter bonita.

Ser mulher é dar duro o dia todo no trabalho, manter a casa funcionando e em ordem (na medida do possível), manter o namorado /marido satisfeito, cuidar dos filhos (quando os tem) e ainda se manter linda e cheirosa em todos os momentos.  Ser mulher é cuidar, é amar.

É ir atrás de seus sonhos ainda que isso lhe custe muito. Pois por mais que tenha medo de se magoar, ela é corajosa o suficiente para enfrentar seus medos. É oferecer o coração em uma bandeja ao homem que ama, mesmo que no fim ele se mostre seu algoz.

E cuidar do intelecto, pois mulher de verdade não é aquela Amélia desmiolada. Nós sabemos que uma mulher de verdade é inteligente e está sempre aprendendo coisas novas. A beleza vem em segundo lugar, mas nunca é deixada de lado. E conhece seus direitos. Não se submete, não se humilha. Ok, às vezes até se humilha. Mas quem não comete erros por amor?

Ser mulher é cuidar do próprio corpo e da alma, é estar sempre insatisfeita com aqueles 2 quilinhos a mais que insistem em não serem eliminados e ainda assim tentar ser a mais sexy do mundo para o homem amado.

Ser mulher é ter um milhão de inseguranças que, paralisariam a mais poderosas das criaturas e ainda assim sair de casa todos os dias e enfrentar o mundo em cima de um salto alto.  É engolir sapos, mas é saber rodar a baiana no momento certo. É saber fazer ouvir sua própria voz. É protestar e trabalhar por um mundo melhor e mais bonito para as pessoas que ama. É saber lutar pelos seus ideais e direitos.

É ir até o fundo do poço. Viver e sentir intensamente seus lutos, e ainda assim, ressurgir radiante como uma manhã de sol. Uma verdadeira e esplendorosa fênix.

Ser mulher não é nada fácil. E isso é algo que nenhum homem jamais vai entender. Ser mulher é ter um milhão de preocupações e mais um pouco, pois nunca – por mais que se revolte contra isso – jamais pensa apenas em si mesma. Adora fazer os outros felizes.

E apesar de tudo isso, apesar de todas as dificuldades (tem muito mais coisas que eu poderia dizer), eu não seria outra coisa. “Cada um sabe a dor a a delícia de ser o que é”, diz a letra da música de Caetano Veloso “Dom de Iludir”. E é por isso mesmo, por saber toda a dor e a delícia de ser mulher, é que tenho orgulho da menina doce e tímida que fui, e da mulher maravilhosa que me tornei.

 

One Comment

  1. Peço desculpas, mas não entendi a parte “E cuidar do intelecto, pois mulher de verdade não é aquela Amélia desmiolada”. Acho que cada tempo tem a sua Amélia, e este texto retrata bem uma Amélia contemporânea. Gostei muito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>