Apolo

Quem nunca ouviu a expressão “fulano parede um Apolo de tão bonito!”? Isso porque, o deus grego da luz e da música era realmente o mais lindo dos deuses gregos.

O deus dos cabelos dourados era filho de Zeus e da deusa Leto. Era uma dessas escapadinhas que Zeus fazia e que deixava Hera enfurecida. Como Hera era muito ciumenta, sempre acabava sobrando para o mais fraco da história. Sendo Zeus o mais poderoso dos deuses, a fúria de Hera sempre caía sobre seus filhos fora do casamento e suas amantes.

Acontece que Leto, desde que engravidou de Zeus, não teve sossego. Hera a perseguia implacavelmente e por isso, a deusa Leto procurava, desesperadamente, um local onde pudesse dar a luz a seus filhos, os gêmeos Apolo e Ártemis. Foi durante esta busca desesperada que a deusa foi parar na ilha de Delos, onde pediu abrigo, prometendo que seu filho ali mandaria construir um templo que tornaria aquela pequena ilha conhecida no mundo.

A ilha a acolheu, e durante 9 dias e 9 noites sofreu à espera do nascimento dos filhos. Na décima noite as crianças nasceram. A primeira a nascer foi Ártemis, a deusa das noites enluaradas, que, acabou ajudando no nascimento do irmão, se tornando também a deusa protetora dos partos. Naquela mesma noite nasceu Apolo, que, com seus cabelos dourados irradiava uma intensa luz, que iluminou toda a ilha, transformando a noite em dia.

Como deuses são criaturas incríveis que ultrapassam a lógica, o pequeno apolo, com apenas 4 dias de vida já mostrava que era mesmo um deus. Hefestos lhe deu de presente um arco de prata com flechas de ouro que jamais erravam o alvo e o belo deus resolveu ir atrás do monstro que perseguia sua mãe, o Pitão.

O monstro que era uma enorme serpente maligna, que por onde passava tudo morria (plantas, frutas, tudo apodrecia), atacou o pequeno deus com baforadas de fogo, atacando-o ferozmente. Mas antes que pudesse fazer qualquer mal à Apolo, este disparou uma flecha que lhe acertou entre os olhos, matando o monstro instantaneamente.

Feliz da vida, o deus pegou sua lira de ouro (outro símbolo seu, pois era o deus da música) e cantou ali mesmo, sobre o corpo inerte do monstro uma canção de vitória.  A canção foi ouvida pelos 4 cantos do mundo, mostrando a grandiosidade do deus e sua música.

[nggallery id=9]

Depois, sepultou o monstro ao lado do monte Parnaso, e sobre sua sepultura construiu o Templo de Delfos, o famoso oráculo onde eram revelados aos homens as resoluções de Zeus.

 

O deus da música, também por ser o deus da luz, mais tarde foi associado ao sol, bem como sua irmã foi associada à lua.

2 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>