Eu apoio: Arma ṇo ̩ brinquedo! РPaz

Paz. No fundo é o que todos desejamos. Seja no âmbito familiar, seja no trabalho, seja no trânsito, ninguém quer viver sempre em pé de guerra, se estressando e coisas afins. Eu, sinceramente, desejo de todo meu coração a paz. Aquela coisa bem de Miss “eu desejo a paz mundial!”, me chamem de piegas, brega, o que for, mas eu desejo isso de verdade.

Não preciso sequer citar o quão mal fez a todos nós a tragédia na escola de Realengo. Como muitos que conheço, e que tem o mínimo de coração, me senti bastante mal com aquilo por dias. E às vezes me pego me perguntando “A que ponto chegamos?”. Parecia uma realidade tão distante este tipo de coisa, pois só víamos notícias como essas provenientes de países tal como os EUA – chacinas em escolas promovidas pelos próprios estudantes por motivações que não irei discutir agora.

De uma maneira ou de outra, acho importante, sempre que possível, promover e divulgar maneiras de promover a paz. E na minha opinião, o desarmamento é sim uma maneira de evitar a violência.

Segue abaixo o texto do movimento que o Instituto Sou da Paz está promovendo até amanhã. A semana do desarmamento infantil. Na minha opinião, este movimento deveria continuar pelo ano todo, pois a paz se constrói a cada dia, aos pouquinhos, em um movimento constante de conscientização.


O Instituto Sou da Paz convida  blogueiros e blogueiras para conhecerem o Plano de Controle de Armas da Cidade de São Paulo e para embarcarem na campanha de desarmamento junto conosco!

 

O Plano é um projeto do Instituto Sou da Paz que visa prevenir homicídios na cidade de São Paulo, entre outras maneiras, por meio do estímulo à retirada de armas de circulação. O motivo para o foco nesse tipo de ação é bem simples: o desarmamento salva vidas. O Estado de São Paulo é um exemplo disso: entre 1999 e 2010, a taxa de homicídios caiu nada menos que 80%. Só entre 2002 e 2009 foram retiradas de circulação 75.077 armas de fogo na Capital. Depois de anos entre as mais violentas do mundo, São Paulo conseguiu alcançar uma média de homicídios de 10.6 por 100.000 habitantes -  próxima ao nível considerado “não-epidêmico” pela Organização Mundial da Saúde (abaixo de 10 por 100.000 habitantes).

 

Entretanto, apesar das melhorias alcançadas nas taxas de homicídios, milhões de pessoas ainda vivem em regiões com índices inaceitáveis de violência. Para buscar reverter esse quadro, é preciso sensibilizar os mais diferentes públicos – como crianças, adolescentes, jovens, mulheres – para os perigos das armas de fogo e a existência da campanha permanente de entrega voluntária de armas. É por isso que, entre 11 e 15 de abril, o Sou da Paz, em parceria com a Prefeitura de São Paulo, a Guarda Civil Metropolitana e a Polícia Militar, vai promover a Semana do Desarmamento Infantil. A idéia é promover a desvalorização da arma de fogo por meio da troca de armas de brinquedo por brindes como gibis, ursos de pelúcia, quebra-cabeça e outros presentes – além de disseminar informações sobre a entrega de armas de fogo para os adultos.

 

Infelizmente, as armas continuam tirando muitas vidas, e os motivos dos crimes são banais: mais de 65% dos assassinatos são provocados com uma arma de fogo e apenas 2 em cada 10 homicídios são motivados por drogas, dívidas ou assaltos. A grande maioria das mortes é resultado de brigas bobas que nunca teriam esse desfecho caso a arma de fogo não estivesse presente.

 

Desarmando crianças e adultos

A campanha vai acontecer na região do M’Boi Mirim, onde ficam os bairros Jardim São Luis e Jardim Ângela – bairro que um dia foi considerado o mais violento do mundo. Cinco bases da PM e da Guarda Civil Metropolitana funcionarão como postos de troca, além de algumas escolas da rede pública. A semana será encerrada com um grande evento para as crianças da região e quem mais quiser participar.

 

Além do ato simbólico de desarmamento infantil, a campanha pretende que as crianças sirvam de exemplo para os adultos que mantêm uma arma de fogo em casa, incentivando-os também a entregarem-nas. Nas ações que permeiam a Semana do Desarmamento Infantil serão disseminadas informações relevantes sobre a campanha permanente de entrega voluntária de armas, tais como as de que ela étotalmente anônima, rápida e segura, e que há uma indenização de R$ 100 a R$ 300, dependendo do tipo de arma entregue.

 

O Sou da Paz convida você, que tem presença ativa nas redes sociais e conhece na pele o peso de educar um ser humano no mundo em que vivemos, para parar um minuto e pensar na relação que seu filho ou filha tem com as armas de brinquedo e sua extensão real, a arma de fogo. Além disso, gostaríamos de contar com seu apoio para disseminar as informações sobre a entrega voluntária de armas. Se os números acima não te convenceram, aqui vai mais um: segundo um estudo feito pelo pesquisador Daniel Cerqueira, do Ipea, na cidade de São Paulo, a cada 18 armas de fogo retiradas de circulação, uma vida é poupada. Viu só como é importante retirar armas de circulação?

 

Como você pode participar

1) Blogagem coletiva: durante a Semana de Desarmamento Infantil (11 e 15 de abril de 2011), vamos incentivar a publicação de textos, depoimentos e vídeos em blogs sobre o desarmamento.

 

3) Participação da Semana de Desarmamento: A região do M’Boi Mirim fica a quase 20 quilômetros do Centro de São Paulo. Porém, caso seus filhos/as tenham um período do dia livre e você achar interessante levá-los para conhecer essa região e a iniciativa, convidamos sua família a participar do evento de encerramento da Semana de Desarmamento Infantil. Esse encontro pode ser combinado previamente.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>