As Ilustrações belíssimas de Kukula

Graças à uma dica da minha amiga Carla Pagés, nesta semana tive a oportunidade de conhecer um pouco do trabalho especialíssimo da ilustradora israelense Kukula. Seu trabalho delicado e ao mesmo tempo crítico e melancólico é reflexo de uma infância vivida em uma aldeia isolada ao norte de Tel Aviv, onde seus poucos vizinhos eram sobreviventes do holocausto. Sua imaginação infantil tinha por base as histórias de horror da 2 Guerra Mundial e a doçura dos contos de fadas.

A artista recebeu seu diploma de ilustradora de Vital-Shenkar em 2003 e se mudou para a Baía de São Francisco logo em seguida, onde vive até os dias atuais. O trabalho registra as influências de ambas as formas de arte clássicas europeias e cultura pop contemporânea, divulgando as suas lutas pessoais, mediada por uma herança multi-cultural bastante rica.  Ela usa as técnicas de óleo sobre madeira, acrílico sobre madeira, óleo sobre tela e grafite sobre papel.

Suas ilustrações muito femininas, trazem adoráveis bonequinhas feitas com traços impecáveis e cores suaves, mas feições sempre tristes. As cores são um deleite aos olhos, porém, ao se ater aos detalhes das imagens, percebemos a crítica e a tristeza por trás das obras. Difícil explicar. São desenhos tocantes. Abaixo algumas ilustrações, tirem suas próprias conclusões. 😉

Para conhecer mais, acesse o site: http://www.kukulaland.com/

 

 

 

 

 

A̤̣o Global Рmaquiando noivas para o casamento coletivo

Como a maioria de vocês deve saber, no último sabado (05/05/2012) aconteceu a Ação Global Nacional. O evento, em sua 19ª edição, contou com 31 mil voluntários e duas mil instituições em todo o país. Foram oferecidos serviços e atividades gratuitas nas áreas de saúde, esporte, educação, defensoria pública, cidadania, aconselhamento jurídico e lazer, além de informações que podem ajudar na melhoria da qualidade de vida da população durante o ano inteiro.

Eu tive a oportunidade de participar do evento como voluntária a convite da Rede Globo, no Rio de Janeiro. Eu, e outras meninas blogueiras, fomos chamadas para uma atividade muito bacana: maquiar as noivinhas que iriam fazer seus votos no casamento coletivo na Vila Olímpica da Mangueira.  Confesso ter ficado bastante emocionada e feliz com o convite, imagina só, contribuir, ainda que um pouquinho, para a alegria de algumas pessoas em um momento tão especial!

A experiência foi muito bacana. O sorriso no rosto das noivas, os agradecimentos feitos depois, as fotos oficiais que elas vinham nos mostrar super contentes por se sentirem lindas naquele momento. Isso não tem preço, viu?

Continue lendo